Acheter generique lexapro escitalopram des prix avantageux dans une pharmacie en ligne sans ordonnance Acheter celexa citalopram livraison gratuite d une pharmacie en ligne fiable Acheter Atarax (Hydroxyzine) de France M├ędicaments en ligne Acheter Cialis Professional 100 mg ED Pharmacy en ligne Acheter Cialis Super Active 20 mg en ligne

Manutenção do Pulverizador Costal: porque e como fazer

A manutenção periódica é essencial para manter o desempenho, a segurança e a durabilidade do seu equipamento. Aprenda conosco como fazê-la da forma correta.

Muitos produtores subestimam a importância da manutenção periódica e acabam, por desconhecimento, prejudicando o funcionamento da máquina em diversos aspectos.

Alguns profissionais, como nossos especialistas de Pulverização, indicam que essa pequena revisão deve ser feita a cada 40 horas de uso.

Por que fazer a manutenção periódica?

A manutenção regular do seu equipamento traz diversas vantagens, inclusive para o seu bolso.
Vejamos agora quais os benefícios desse cuidado indispensável.

Performance Ideal

O bom desempenho de um pulverizador costal é influenciado pelo estado de diversos componentes. Os bicos, as mangueiras, a câmara, as válvulas, entre outras peças, quando não tratadas regularmente, podem ficar desgastados e até mesmo entupidos com resíduos. Quando isso ocorre, a pressão, vazão e distribuição da calda podem ficar comprometidos, operando de forma irregular ou fraca, proporcionando uma cobertura inadequada na área de aplicação.

O resultado de uma pulverização ineficiente demonstra que, muitas vezes as plantas deixam de receber a quantidade correta da calda, afetando sua produtividade e, eventualmente, o seu bolso!

Durabilidade

Como mencionado anteriormente, o equipamento possui diversas peças que precisam estar em bom estado de conservação. Quando isso não ocorre, além do mau funcionamento, elas passam a causar danos adicionais, não só para a eficiência do pulverizador, mas também para a vida útil da máquina.

A limpeza regular, a lubrificação das peças móveis e a substituição de eventuais componentes desgastados garantem que seu equipamento funcione com eficiência e por muito mais tempo.

Essa prática também lhe economizará dinheiro no longo prazo, pois você não precisará trocar de pulverizador com tanta frequência.

Conformidade com a legislação e regulamentações

O uso do pulverizador em certas regiões e dependendo do tipo de serviço, pode vir acompanhado de diversas regras e regulamentos. Especialmente no setor de pragas urbanas, são feitas vistorias para garantir que os equipamentos estão de acordo com as certificações, venham recebendo manutenções periódicas e que tudo esteja devidamente documentado.

A não conformidade com essas normas pode acarretar diversos problemas legais, como a proibição de futuras prestações de serviços, troca do equipamento fora dos critérios estabelecidos e até multas.

O que acontece quando não faço a manutenção regular?

Da mesma forma que os usuários que fazem a vistoria periódica de seus equipamentos usufruem de vários benefícios, aqueles que a deixam de fazer, poderão enfrentar diversos problemas no futuro.

Desgaste prematuro das peças

Além das peças mencionadas anteriormente, o êmbolo e os anéis de vedação também podem sofrer desgastes prematuros quando não são feitas corretamente a limpeza, lubrificação e troca dos componentes danificados. Isso resultará em performance ineficiente da máquina, reparos mais caros, perda da garantia do equipamento e até mesmo ser necessário a compra de um novo pulverizador.

Riscos de segurança

As caldas usadas na pulverização são compostas por misturas químicas, muitas delas altamente tóxicas para o operador e para o meio ambiente quando aplicada de forma exagerada.

A falta de manutenção pode acarretar diversos problemas de segurança:

Corrosão: O pulverizador deve ser sempre adequadamente limpo e seco após o uso. Quando isso deixa de acontecer as partes metálicas começam a sofrer corrosão. Isso pode comprometer a integridade estrutural do equipamento, causando vazamentos e falha nas peças.

Vazamentos: Quando não tratados corretamente, as mangueiras e conexões do pulverizador ressecam, podendo causar rachaduras, o que resultará em vazamentos. Dessa forma, a eficiência da aplicação será afetada, o operador estará exposto, o que representa sérios riscos à saúde, além de também afetar o meio ambiente.

O vazamento da calda pode causar irritações na pele, problemas respiratórios ou intoxicações. Já para o meio ambiente, vazamentos podem causar desde degradação do solo até a intoxicação de afluentes.

Deixe sempre a manutenção do seu pulverizador costal em dia. Falhas no equipamento como pressão excessiva ou falhas nas válvulas de alívio, podem causar acidentes ainda mais graves durante o uso.

Agora que você já conhece os benefícios da manutenção e os problemas da falta dela, vamos ensinar a forma correta de se fazer a manutenção do equipamento.

Como fazer corretamente a manutenção do pulverizador costal.

Limpeza

Antes da manutenção, deve ser feita a limpeza da máquina e para isso você vai precisar de:

  • 1 escova
  • Detergente
  • EPI completo

IMPORTANTE: é essencial o uso do EPI durante a limpeza do pulverizador costal.
Agora vamos ao passo-a-passo:

Limpeza do tanque

  1. Para iniciar, coloque ¼ (um quarto) de água no seu pulverizador e adicione algumas gotas de detergente.
  2. Agite bem para que ela se espalhe e alcance todo o tanque.
  3. Após isso, pulverize essa água em um local aberto de sua escolha. Isso fará a limpeza de todo sistema de pulverização.
  4. Repita o processo acima mais 2 vezes, finalizando assim a tríplice lavagem.
  5. Após as lavagens, seque bem a máquina.
  6. Agora, em uma mesa, retire a tampa do bocal e o coador.
  7. Passe bem a escova na parte interna e externa do coador, eliminando todos os resíduos.
  8. Repita o mesmo procedimento na rosca da tampa.
  9. Repita o mesmo procedimento com bocal.
  10. Após esse processo, volte o coador para dentro do pulverizador e rosqueie de volta a tampa.
  11. Está concluída a limpeza do tanque.

Limpeza da lança

  1. Retire o gatilho da lança. DICA: Em algumas marcas, como a Jacto, o gatilho funciona como chave para a tampa do registro.
  2. Desrosqueie a tampa do registro em sentido anti-horário.
  3. Retire a agulha da tampa e passe a escova para retirar os resíduos.
  4. Volte a agulha na tampa e rosqueie de volta no registro, dessa vez em sentido horário.
  5. O próximo passo é a limpeza do filtro no bico.
  6. Retire o bico, girando-o em sentido anti-horário.
  7. Pegue o filtro e passe levemente a escova para retirar os resíduos.
  8. Após isso, volte o filtro para o bico e rosqueie de volta na lança, dessa vez em sentido horário.
  9. Está finalizada a limpeza do seu pulverizador costal.
  10. Finalizada a limpeza da lança e seu equipamento.

Agora, seu pulverizador está pronto para receber a manutenção.

Manutenção periódica

Lembramos que os especialistas da Jacto recomendam a manutenção periódica a cada 40 horas de uso.
Antes de iniciar o processo, verifique se você possui os seguintes itens:

  • Óleo lubrificante
  • Vaselina
  • 1 Pincel
  • 1 Pano

Com os itens já mãos, vamos iniciar.

Manutenção do mecanismo de pressão

  1. Primeiro, precisamos desconectar a haste da alavanca da câmara.
  2. Para desconectar a haste, retire primeiro as travas e as arruelas, guardando-as para não perder. Elas serão necessárias na remontagem.
  3. Desconectada a haste, retire agora a câmara de dentro do reservatório.
  4. Retire a gaxeta para ser lubrificada posteriormente.
  5. Agora sem a gaxeta, retire também o cilindro. Se sua máquina possui um agitador mecânico, retire-o também.
  6. Retirado o cilindro, remova a esfera de dentro do cilindro e limpe-a com o pano seco. Após isso, retorne a esfera para dentro do cilindro. IMPORTANTE: a esfera funciona como a válvula do pulverizador, sem ela o equipamento não funciona!
  7. Após isso, lubrifique a gaxeta com vaselina. Passe a vaselina toda envolta da parte interna da gaxeta. (A vaselina é um produto essencial aqui pois ela não sai com água).
  8. Reinstale a gaxeta de volta na máquina. Rosqueie até que esteja firme. Evite rosquear muito apertada para não espanar.
  9. Caso possua, retorne o agitador mecânico e o cilindro para dentro da máquina e encaixe até o final. ATENÇÃO: algumas máquinas não possuem agitadores mecânicos. Geralmente nessas máquinas, o cilindro possui buracos ao longo do corpo. Esses buracos funcionam agitadores hidráulicos. Se esse for o caso do seu equipamento, volte o cilindro para dentro da máquina com os buracos virados em direção ao bocal.
  10. O próximo passo é lubrificar o êmbolo. Antes disso, verifique se ele não está ressecado. Caso esteja, faça a troca por um novo. Caso esteja em um bom estado, apenas lubrifique-o com vaselina.
  11. Depois, volte a haste da alavanca para a câmara do pulverizador. Coloque novamente as arruelas e verifique se estão bem encaixadas. E depois retorne também as travas.
  12. Está finalizada a manutenção da parte do mecanismo de pressão do seu pulverizador costal.

Manutenção da parte externa

  1. Agora, faça a lubrificação das partes externas do pulverizador. Use um óleo lubrificante da sua escolha.
  2. Lubrifique, por fora e por dentro, a parte de cima da haste da alavanca que está conectada à câmara.
  3. Lubrifique a junção da alavanca com a haste e a parte do eixo, por fora e por dentro.
  4. Aplique uma pequena gota de óleo na agulha da lança. Em alguns modelos, agulha fica protegida pelo gatilho da lança. Se esse for o seu caso, retire o gatilho, lubrifique a agulha e retorne o gatilho ao seu devido lugar.
  5. Está finalizada a manutenção do seu pulverizador costal.

Em resumo, a manutenção periódica do seu pulverizador costal é crucial para garantir o desempenho eficiente, durabilidade do equipamento e a conformidade com as regulamentações. A falta de revisão do equipamento pode levar a problemas como redução da performance de pulverização, mau funcionamento da câmara, corrosão, vazão, desgaste prematuro das peças e riscos de segurança. Ao realizar as verificações e os ajustes necessários, você promoverá uma aplicação eficiente de produtos químicos, minimizando riscos à saúde e ao meio ambiente, e prolongando a vida útil do pulverizador. Portanto, reserve um tempo regularmente para cuidar do seu pulverizador costal e colha os benefícios de um equipamento confiável e eficaz

Se esse conteúdo foi útil para você, não deixe de compartilhar com seus amigos! Afinal, eles também podem não conhecer a importância da manutenção periódica.

Para você que possui algum equipamento Jacto, deixamos aqui alguns vídeos que podem te ajudar:

Jacto PJH – Como fazer a Manutenção
Jacto XP – Como fazer a Manutenção
Jacto HD – Como fazer a Manutenção
Como fazer a limpeza do Pulverizador costal Jacto
Como fazer a limpeza do Pulverizador Jacto PJB v2020

Para mais conteúdo como esse, siga-nos no Facebook, Instagram e no Youtube.

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.