Acheter generique lexapro escitalopram des prix avantageux dans une pharmacie en ligne sans ordonnance Acheter celexa citalopram livraison gratuite d une pharmacie en ligne fiable Acheter Atarax (Hydroxyzine) de France M├ędicaments en ligne Acheter Cialis Professional 100 mg ED Pharmacy en ligne Acheter Cialis Super Active 20 mg en ligne

agricultura neutra em carbono

Agricultura neutra em carbono: como preparar o solo?

Praticar a agricultura neutra em carbono ou com emissão mínima desse gás, principalmente, na forma de (CO2), é um imenso desafio do nosso tempo, em qualquer setor da economia. O solo retém muito carbono e, quando é manejado intensamente, libera parte do gás armazenado.

Por isso, algumas práticas, como o sistema de plantio direto, podem fixar quantidades relevantes de CO2 no agrossistema, o que ajuda a minimizar a emissão do gás na atmosfera. Assim, o efeito estufa e o aquecimento global tendem a diminuir, funcionando como um método para neutralizar o carbono.

Quer entender melhor esse tema? Acompanhe o post e saiba como preparar o solo e tornar o meio ambiente mais sustentável, usando práticas agrícolas com tecnologias que podem reduzir a presença de carbono no ar.

O que é agricultura neutra em carbono?

Primeiramente, o que é carbono neutro? É o mesmo que reduzir na medida do possível e equilibrar o restante das emissões de CO2 por intermédio da compensação. Isso pode ser conseguido com a compra de créditos de carbono ou pela recuperação de áreas florestais em regiões degradadas.

Neutralizar o carbono é, também, uma maneira de evitar ou reduzir as consequências do uso indiscriminado do solo. Sabemos que, ao longo do tempo, isso contribuiu com o agravamento do efeito estufa por meio da liberação dos gases poluentes no ar, como o dióxido de carbono (CO2).

Portanto, ao pensar em agricultura neutra em carbono, estamos nos referindo à tentativa de liquidar o cálculo de emissão do gás. Normalmente, isso pode ser realizado com a adesão às práticas sustentáveis na agricultura, que realmente podem diminuir ou até aniquilar os impactos negativos de todas as atividades agricultáveis que emitem gases poluentes.

Essas condutas são observadas desde a forma de consumir recursos na propriedade até o método de manejar o solo usado. Por isso, só se introduz uma agricultura neutra em carbono dando atenção especial aos detalhes.

Algumas situações permitem que se adote medidas de compensação dessas emissões de gases tóxicos. Com elas, os gestores de uma propriedade podem aplicar técnicas que contribuam para reverter os danos ambientais provocados, reflorestando áreas, realizando sequestro de carbono, adotando os conceitos de carne carbono neutro e selo carbono neutro. Esses são alguns exemplos.

O que é carne carbono neutro e selo carbono neutro?

Carne carbono neutro é uma marca-conceito criada pela Embrapa, cujo registro foi feito no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). Seu objetivo é assegurar ao consumidor a neutralidade dos gases de efeito estufa liberados durante a produção de carne bovina, com a ajuda de métodos de manejo florestal.

Já o selo carbono neutro é usado com a finalidade de certificar empresas que neutralizam o carbono seguindo o programa GHG Protocol. O Programa Brasileiro GHG Protocol, criado em 2008, serve para adaptar o GHG Protocol ao nosso contexto e desenvolver ferramentas de cálculo que estimem as emissões de gases do efeito estufa.

Qual a sua importância para reduzir o aquecimento global?

A princípio, qualquer atividade que se possa imaginar contribui para emissão de carbono na atmosfera. Como somos muitos no mundo todo, dependentes de produtores, empresas e indústrias para manter o consumo, o planeta já está saturado e não consegue se recuperar de tantos danos, e ainda manter as nossas necessidades infinitas de maneira satisfatória.

Diante desse cenário, é preciso promover ações urgentes, capazes de minimizar e até reverter os efeitos destrutivos das atividades que são indispensáveis. Entre elas, o cultivo de alimentos, que não pode ser reduzido em razão da necessidade de prover a população mundial.

Por isso é tão importante praticar a agricultura neutra em carbono, otimizando e tirando o melhor proveito das técnicas, sem agredir ainda mais o ecossistema. Essa é a melhor saída para diminuir os impactos negativos no campo e desacelerar o efeito estufa.

Como preparar o solo para a agricultura neutra em carbono?

Depois de entender cada conceito, é interessante pensar em como cada um de nós pode colaborar para reduzir a emissão de CO2. Em relação às práticas essenciais na lavoura, é possível tomar medidas propostas, a seguir.

Aumente a biodiversidade do solo

Aumentar a biodiversidade do solo também é uma maneira de colaborar com uma agricultura mais sustentável e livre de poluição. Isso acontece devido à redução da necessidade de aditivos que interferem no equilíbrio do ecossistema e, ainda, desfavorecem as plantações ali cultivadas.

Para tanto, é possível adotar as seguintes práticas:

  • usar cercas vivas ou cordões de contorno para criar barreiras fitossanitárias;
  • adotar e manter variedades crioulas;
  • aderir ao cultivo em faixas, equilibrando a população de insetos;
  • introduzir a rotação de culturas racionalmente;
  • aplicar adubação verde, com cobertura residual mais estável;
  • explorar o plantio de duas ou mais culturas simultaneamente;
  • adicionar matéria orgânica;
  • fazer a manutenção de plantas espontâneas.

Calcule a emissão de carbono

Determinadas empresas de carbono neutro oferecem serviços de medição da emissão de carbono e cálculo para organizações (rurais) e pessoas. Isso tem o intuito de facilitar a compensação das emissões por meio de projetos ambientais devidamente certificados e que usam tecnologias verdes.

Mantenha sistemas de cultivo apropriados

Sistemas de cultivo muito intensos danificam o solo e o ecossistema inteiro. Portanto, é fundamental considerar a adesão a métodos mais eficientes, que também colaborem com uma agricultura neutra em carbono, como o plantio direto.

Como a tecnologia auxilia no preparo do solo para a neutralidade em carbono?

Adotar tecnologias para ampliar a produtividade, enquanto se reduz as emissões de CO2, exige mudanças profundas nas abordagens do agronegócio brasileiro. Felizmente, já contamos com muitos recursos tecnológicos para promover a agricultura neutra em carbono. Vamos citar alguns deles, a partir de agora!

Monitoramento de alta precisão e controle do clima

Esses métodos, máquinas e equipamentos eletrônicos, juntamente ao conhecimento e a ação humanas, podem atuar em proveito da proteção ambiental, sem danificar a produção alimentos.

Aplicação de sistemas computacionais

Além disso, é possível se valer de sistemas computacionais capazes de contribuir com soluções que reduzam as emissões e, ao mesmo tempo, potencializem a produtividade nas terras cultivadas. Nesse sentido, a internet das coisas e a inteligência artificial contam com imenso potencial para desempenhar um determinante papel nesse processo.

Plano ABC

O plano ABC tem o escopo de expandir as soluções tecnológicas sustentáveis para melhorar a produção no campo e a renda do produtor rural. Dessa forma, seu foco está no enfrentamento da agropecuária frente às mudanças climáticas.

Em conjunto, esses recursos aumentam de forma significativa a geração de informações precisas sobre a atividade no campo. Com isso, é possível melhorar o poder de decisão do agricultor, além de reduzir os desperdícios expressivamente, com soluções mais inteligentes e eficientes.

Por fim, a produtividade pode aumentar sem extrair mais recursos naturais ou consumir além dos que já são fornecidos. Ainda vemos as sementes da agropecuária expansionista muito presentes em nossa economia.

Isso é amparado pelo valor econômico representado por esse setor. No entanto, o próprio agronegócio pode reformular suas estratégias, elaborando códigos de ética que defendam uma política agrícola de desmatamento e carbono zero.

Assim, o aumento da produção poderia decorrer apenas por meio de ganhos de produtividade. Se isso acontecer, o setor ganha em liderança e respeito em âmbito global, trazendo uma imagem positiva para o Brasil.

Ficou claro que neutralizar a liberação de carbono na agricultura ganha cada dia mais importância e se reafirma o tempo todo, principalmente, quando isso é pensado para reverter os efeitos que degradam o planeta. A agricultura neutra em carbono não se resume a uma transformação na atuação no campo. Ela é, também, uma remodelação da forma de exercer a atividade agrícola.

Quer saber mais sobre práticas que favorecem a agricultura neutra em carbono? Confira os benefícios do sequestro de carbono!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.