antracnose

Antracnose: saiba como identificar, controlar e combater a doença

O guia completo das melhores práticas de adubação

As pragas são um problema constante para quem trabalha com agricultura e a antracnose está entre as doenças mais comuns. Uma enfermidade que ataca praticamente a planta inteira, causando consequências graves e duradouras. Em situações como esta, os prejuízos não são só financeiros, mas também de tempo. 

A boa notícia é que essa praga pode ser contida e até exterminada. Neste texto, apresentaremos algumas dicas de como lidar com a antracnose. Continue!

O que é antracnose?

Causada pelo fungo Colletotrichum Truncatum, é uma doença que atinge diferentes tipos de plantações, bastante comum na cultura da soja. Inicialmente, ela se desenvolve nas sementes e utiliza o vento e a água da chuva para se propagar para outras partes da plantação. Temperaturas entre 18° e 25° e muitas plantas em um espaço só, também podem ajudar a difundi-la. 

Como identificar? 

A aparência do fungo dependerá da parte da planta onde está localizado. É comum que ele já esteja presente na semente, mas pode surgir em plantações mais desenvolvidas. Caso ele apareça nos frutos, o agricultor encontrará manchas escuras e circulares. 

Elas possuem um contorno amarelado, além de o centro conter pequenos pontos laranjas ou rosa. Por terem pequenas saliências, podem ser confundidas com o processo de decomposição. 

Agora, se estiver nas folhas, é possível encontrar sinais nos limites ou no veio. Além disso, quando as folhas secam e caem, há feridas nos ramos e troncos.

Como controlar a antracnose?

O controle e até eliminação total desta doença na plantação, exigirá mais de um processo. Dependendo do nível de alcance do fungo, será necessário até o descarte total da cultura. Porém, como primeiro passo, é interessante cuidar das sementes. Elas precisam ser devidamente esterilizadas com defensivos. 

A rotação de culturas com plantações que não sejam as hospedeiras do fungo é outra estratégia que o agricultor deve adotar. Além da nutrição e cuidado com o nível populacional das plantas.

Por fim, mesmo para plantações já desenvolvidas, o uso de defensivos será fundamental para manter a antracnose longe. 

Como usar a tecnologia nesse sentido?

A antracnose é um fungo que se propaga em diversas partes da planta, seja na semente, no fruto ou nas folhas. Por sua capacidade de se espalhar facilmente, o agricultor precisará investir não apenas em defensivos, mas em estratégias de monitoramento e controle para não ser prejudicado. 

Sendo assim, a tecnologia será fundamental para cuidar da plantação com maior precisão. Entre algumas dicas que podemos fornecer estão:

  • o uso de pulverizadores automáticos com a capacidade de identificar pontos onde já houve aplicação;
  • sistema de monitoramento que consiga analisar as condições da plantação;
  • telemetria para pulverizadores;
  • monitoramento das variações do clima e do solo.

Entre outros.

Ao longo deste texto, podemos conhecer os principais comportamentos da antracnose, uma doença que ataca as plantações e que consegue causar perdas bastante significativas para o agricultor. Se não cuidada, pode destruir a planta desde a semente até seus frutos e folhas. 

Este conteúdo foi útil para você? Quer continuar aprendendo? Então, veja o nosso texto sobre doenças na cultura da soja!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.