Acheter generique lexapro escitalopram des prix avantageux dans une pharmacie en ligne sans ordonnance Acheter celexa citalopram livraison gratuite d une pharmacie en ligne fiable Acheter Atarax (Hydroxyzine) de France M├ędicaments en ligne Acheter Cialis Professional 100 mg ED Pharmacy en ligne Acheter Cialis Super Active 20 mg en ligne

biotecnologia na agricultura

Biotecnologia na agricultura: qual a importância e as novidades?

A biotecnologia na agricultura é uma realidade e área da ciência que não para de crescer. Por meio da aplicação de novas tecnologias, proporciona maior produtividade, aumento no valor agregado do produto e adequação às exigências do mercado consumidor.

Nesse sentido, é muito importante que o agricultor fique atento a essas inovações. Para te ajudar a ampliar os seus conhecimentos a respeito, neste artigo abordaremos o conceito de biotecnologia na agricultura, mostrando seus benefícios, aplicações e mapeamentos já realizados. Continue a leitura e saiba mais!

O que é biotecnologia?

Conceitualmente, o termo biotecnologia se refere à união da biologia com a tecnologia. Nesse sentido, a biotecnologia agrícola é um conjunto de tecnologias utilizadas na agricultura. Ela pode envolver processos biológicos ou químicos.

Trata-se de uma categoria extensa que engloba diversos tipos de tecnologia e ciência. Isso inclui a genética, química sintética, pesquisas de microbiomas e saúde animal.

Para que serve a biotecnologia?

A biotecnologia tem evoluído rapidamente, viabilizando a criação de soluções sustentáveis para os diversos problemas da agricultura e desafios alimentares das atuais e futuras gerações. Uma das suas principais contribuições para a agricultura está na possibilidade do desenvolvimento de plantas geneticamente modificadas.

Atualmente, a adoção dessas culturas, conhecidas como plantas transgênicas, é a maior responsável pelo aumento na produtividade nas lavouras mundo afora. Isso porque a maioria delas são resistentes a insetos-praga, tolerância a herbicidas ou mesmo a combinação dessas características.

Também se encontram em desenvolvimento algumas variedades derivadas de biotecnologia com melhoria de características nutricionais, entre outras possibilidades.

Qual é a importância da biotecnologia na agricultura?

A biotecnologia se destacou na agricultura por tornar a produção mais eficaz. As pesquisas na área conseguem identificar e selecionar genes de interesse. Dessa forma, é possível obter características agronômicas desejáveis, tais como:

  • tolerância a clima adverso;
  • resistência a doenças;
  • condições necessárias para reduzir perdas e obter altas produtividade.

Nesse sentido, a biotecnologia aliada à engenharia genética já conseguiu desenvolver plantas tolerantes a herbicidas. Exemplo disso, é o caso da soja RR, assim como as resistentes a insetos, originada por meio da tecnologia Bt, que não agride o meio ambiente, nem o ser humano.

Quais são os benefícios da biotecnologia para a agricultura?

A biotecnologia proporciona diversos benefícios à agricultura. Com a utilização desse recurso, é possível reduzir custos e perdas nas colheitas, aumentar a produtividade, entre outras vantagens, conforme comentamos a seguir.

Redução de perdas e custos e aumento da produtividade

Isso é possível porque a utilização da biotecnologia permite que os produtos amadureçam mais lentamente que os tradicionais. Também possibilita o uso mais eficiente da terra, reduzindo possíveis danos. Com isso há um aumento da produtividade de maneira sustentável, contribuindo para a preservação da natureza e da biodiversidade das espécies locais.

 Combate a pragas e a doenças

Um dos grandes e antigos problemas das plantações é a proliferação de pragas e doenças. A junção da agricultura com a biotecnologia, vem de encontro à necessidade de reduzir as perdas causadas por esses obstáculos e aumentar a produtividade da lavoura. Diversas espécies tolerantes a herbicidas e insetos já foram criadas por meio desse recurso.

Controle por sementes transgênicas

Sementes transgênicas apresentam grande eficácia no controle de pragas. Nas plantações de milho, soja e algodão, são muito utilizadas para controlar ervas daninhas e lagartas. Elas também são fáceis de serem utilizadas, apresentam baixo custo e é um recurso totalmente sustentável.

As variedades transgênicas promovem a melhoria no cultivo e o aumento da qualidade e quantidade de produtos. Além disso, o melhoramento genético de plantas confere maior resistência, adequação às necessidades dos consumidores e aumenta o valor agregado do produto. Esses aspectos ajudam a reforçar a renda dos agricultores e impulsiona o crescimento econômico.

Quais os impactos da biotecnologia na agricultura?

A utilização de biotecnologia na agricultura contribui de maneira eficaz para o aprimoramento de práticas de cultivo. Nesse sentido, os seus benefícios proporcionam impactos positivos e direcionam a agricultura do futuro em diversos aspectos, como:

  • melhoria da qualidade dos produtos agrícolas
  • variedade de produtos agrícolas;
  • ganhos em produção com mais qualidade e menos perdas;
  • preservação do meio ambiente;
  • eliminação da necessidade de defensivos agrícolas.

Quais são as suas aplicações na agricultura?

A biotecnologia é aplicada para melhorar a qualidade de plantas e aumentar a produtividade agrícola, de maneira sustentável, com foco na conservação ambiental. Com isso, ajuda a produzir alimentos com maior valor nutritivo e espécies mais bem adaptadas a condições adversas de clima e solo, além de serem resistentes a pragas, doenças e defensivos.

Ela também se aplica no uso mais eficiente do solo, como o plantio direto, que evita a ocorrência de erosão e permite novas alternativas ao cultivos tradicionais.

Quais são as biotecnologias já mapeadas para a agricultura?

São diversas as biotecnologias já mapeadas na agricultura, conforme mostramos a seguir

Agro-vacinas

As biotecnologias já mapeadas para a agricultura estão mudando os processos de prevenção de doenças. Isso ocorre especialmente nos países em desenvolvimento, com a descoberta de novas vacinas que utilizam inovações por meio de culturas geneticamente modificadas.

Alimentos como grãos, frutas e vegetais são projetados com o objetivo de transportar proteínas antigênicas extraídas de patógenos. Ao entrar em contato com o corpo, os antígenos levam a uma resposta imunológica. Assim, aumentam a resistência do corpo contra os patógenos.

Reprodução de animais e plantas

A biotecnologia agrícola possibilitou a melhoria das características de plantas e animais em um nível molecular. Isso é realizado por meio da remoção, superexpressão ou introdução de genes estranhos.

A inseminação artificial, assim como a transferência de embriões e outras tecnologias combinadas, são utilizadas no gerenciamento das funções reprodutivas de um animal. O objetivo é aprimorar as características da prole resultante.

Com isso, há um aumento da produtividade agrícola nos países em desenvolvimento, assim como a capacidade de sustentar a população em crescimento.

Alimentos transgênicos e funcionais

Os cientistas descobriram meios de criar alimentos geneticamente modificados com nutrientes que podem auxiliar no combate a doenças e à fome. Exemplo disso, é o arroz dourado (Golden Rice), que contém betacaroteno, carotenoide que no corpo humano é uma importante fonte de vitamina A.

A origem do nome desse arroz advém da cor do grão transgênico composto por três genes: dois de uma planta (Narcissus pseudonarcissus) e um de uma bactéria (Erwinia uredovora). Esses genes são clonados para criar o arroz “dourado”. Dessa forma, ele serve para complementar a alimentação com vitaminas e outros compostos nutritivos que podem não ser obtidos em outros alimentos.

Resistência a defensivos agrícolas

A biotecnologia agrícola viabilizou a resistência aos defensivos agrícolas, possibilitando que os agricultores se livrem das plantas daninhas, sem prejudicar a colheita.

Exemplo disso, é a tecnologia Roundup-Ready trazida pela Monsanto. Ela foi introduzida pela primeira vez em grãos de soja geneticamente modificados, tornando-os resistentes ao herbicida glifosato.

Culturas Resistentes a Pragas

A biotecnologia possibilitou a criação de culturas resistentes às pragas com a aplicação a proteína Bt (Bacillus thuringiensis) nas plantas. As culturas que se beneficiam desse processo são:

  • soja;
  • milho;
  • algodão;
  • cana.

Conforme já comentamos, a proteína tóxica só é prejudicial às pragas, mas é segura para o meio ambiente e humanos.

Culturas resistentes às condições adversas

Também foram descobertas formas de modificar as plantações para suportar condições adversas como frio, salinidade e seca. Por exemplo, a identificação de genes em plantas que absorvem sódio levou à introdução de plantas que podem crescer em ambientes de alta salinidade.

Uma das técnicas utilizada é a adaptação e a dessensibilização utilizada para proporcionar forte resistência à seca nas plantas. Com isso, é possível aumentar a produção de alimentos, já que as plantas são capazes de se adaptar a climas hostis e às terras não cultiváveis.

Como você pôde verificar, a biotecnologia na agricultura desempenha um importante papel para a redução de custos e aumento da produtividade agrícola, incrementado a economia em geral. Por isso, é essencial ficar atento aos avanços da biotecnologia para aproveitar todos os seus benefícios e contribuir com o meio ambiente.

Gostou deste artigo? Confira também os impactos do melhoramento genético na agricultura!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.