colhedora de cana

Confira 4 dicas para escolher a melhor colhedora de cana

O guia completo das melhores práticas de adubação

A fase da colheita é, sem dúvida, uma das partes mais importantes do processo de plantio. Quando se trata de cana, essa atividade é ainda mais essencial, já que faz total diferença na qualidade da matéria-prima

Por isso, escolher a colhedora de cana não é um processo simples. Não só é preciso avaliar a máquina, mas também fatores externos, como a área da colheita.

Pensando nisso, neste texto, separamos o que você necessita para comprar a melhor máquina. Confira!

Veja 4 dicas de como optar pela colhedora de cana ideal

Mais do que se guiar pelo preço, é muito importante pensar a longo prazo na hora de adquirir a máquina. Não é à toa que, quando se trata de uma colhedora, alguns itens são essenciais, como a performance, as peças e até as dimensões do terreno. 

A seguir, vamos falar de cada aspecto. Continue!

1. Avalie o desempenho da máquina

Aqui, a capacidade de entrega da máquina é fundamental, visto que ela deve ser capaz de atender suas necessidades. Fique atento ao nível de combustível gasto versus a quantidade de hectares de cana-de-açúcar colhida. 

Também especificações como o câmbio e a capacidade do tanque influenciam bastante o desempenho. Além disso, o funcionamento da colhedora e a periodicidade das manutenções preditiva e preventiva são outros aspectos a se considerar.

2. Cheque a disponibilidade de peças

Uma máquina colhedora é composta de diversas partes importantes para o seu funcionamento, como o sistema de corte de base, facão picador, ventilação, exaustão, entre outros.

Logo, é muito importante que a máquina esteja de acordo com as especificações do fabricante — todas as peças devem ser originais. Isso será fundamental para garantir o potencial total da máquina, oferecer maior performance de colheita e assegurar menos dano à cana.

3. Verifique as dimensões

Agora é hora de olhar um fator externo, mas que influencia diretamente a eficiência da máquina. A área escolhida para a colheita precisa de uma preparação para viabilizar o trabalho da colhedora.

Por exemplo, áreas com grandes dimensões necessitam de velocidade constante. Além disso, independentemente do tamanho, é fundamental uma vistoria para retirar todos os possíveis obstáculos, como tocos, galhos, lixos, peças, etc., além de corrigir erosões, degraus, depressões que podem dificultar a locomoção, portanto, atrapalhar a colheita de cana.

4. Escolha uma marca reconhecida

Por fim, a marca da colhedora pode fazer toda a diferença em relação ao tipo de equipamento contratado. Atente para que máquinas reconhecidas oferecem facilidades, especialmente, o suporte e a disponibilidade de peças. Esses são componentes essenciais para uma boa escolha. A marca apresenta bastante oferta de peças no mercado? Ela tem canais de suporte suficientes?

Além disso, comprar uma marca reconhecida é a garantia de avaliar o feedback de outros clientes. Até porque tais máquinas tendem a ser uma opção de bastante consumidores, e eles podem fornecer experiências interessantes sobre o equipamento.

Conheça a colhedora da Jacto: Hover 500

Pensada para juntar eficiência e precisão, a Jacto desenvolveu a colhedora de cana Hover 500. Essa máquina consegue colher o dobro de toneladas de material, principalmente se comparado com equipamento de uma linha. 

Conta ainda com um sistema que prioriza o uso de energia de modo equilibrado, de forma a reduzir o uso de combustível. Como tem um dispositivo de corte e transporte da matéria-prima instalado na frente, proporciona um golpe mais preciso.

E aí? Está interessado em melhorar o desempenho da sua colheita? Entre em contato conosco!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.