Dosadores pneumáticos

Tudo o que você precisa saber sobre dosadores pneumáticos

Alcançar maior velocidade na semeadura é uma das vantagens da mecanização. No entanto, ela pode ser reduzida pela perda de precisão na distribuição e pelos danos causados na semente por conta dos equipamentos que realizam a dosagem. Para corrigir isso, foram criados os dosadores pneumáticos.

Essa tecnologia tenta aprimorar o desempenho da operação de plantio no momento de deposição de sementes no solo, compensando a velocidade de deslocamento da máquina.

Quer entender melhor como funciona esse mecanismo e que vantagens traz para o produtor rural? Continue a leitura!

Entenda a importância dos mecanismos que otimizam o plantio

Obter sucesso nas operações de plantio é um dos pilares para garantir uma boa produtividade na safra. Diversas decisões aqui, como o espaçamento entre as plantas e dosagem de sementes, podem determinar, em grande parte, o nível de produtividade da lavoura.

Para alcançar bons resultados, é fundamental manter a uniformidade da distribuição das sementes e do espaçamento entre linhas. Além disso, a agilidade é relevante, uma vez que médias e grandes propriedades — especialmente — precisam correr para obedecer à curta janela de plantio e seguir o calendário agrícola.

Nesse contexto, as tecnologias aplicadas ao campo são indispensáveis. Elas podem permitir maior velocidade às atividades e garantir que sejam feitas com grande precisão e segurança.

No trabalho das plantadeiras na semeadura, alguns mecanismos da máquina contribuem para a qualidade da operação. É o caso do dosador de sementes. Existem diferentes sistemas, sendo os mecânicos e os pneumáticos os mais comuns. Estes últimos são ainda mais eficientes no trabalho, e vamos explicar agora por quê!

Conheça os dosadores pneumáticos

Os dosadores de sementes mecânicos funcionam com discos perfurados nos quais as sementes caem, conduzindo-as até a saída em direção ao solo.

Esse mecanismo é bastante falho, especialmente no que diz respeito à uniformidade. Mais de uma semente pode sair por um furo, enquanto, de outros, não sai nenhuma.

Os dosadores de ar comprimido, ou a vácuo, como também são conhecidos, foram desenvolvidos para resolver esses problemas. Entenda melhor como funcionam.

O que são os dosadores pneumáticos?

Os dosadores pneumáticos são um tipo de sistema de distribuição de sementes que consegue dosar as sementes uma a uma, visando à maior precisão possível.

Como funcionam?

À base de sucção, o mecanismo é capaz de prender a semente a um furo no disco de distribuição sem que isso cause danos físicos ao produto. Além disso, em cada furo, haverá apenas uma semente, e isso contribui para uma semeadura mais uniforme.

Qual a eficiência desse mecanismo?

O sistema pneumático é mais eficiente por diversos motivos. Um estudo feito por uma publicação da Embrapa no plantio de soja descobriu que, comparado ao componente mecânico, o modelo a vácuo permite uma velocidade maior de trabalho sem perder uniformidade na distribuição. Assim, é possível garantir uma operação mais rápida e com menos perdas.

Outro aspecto importante são os danos causados ao produto. Se a semente sofrer um impacto forte ou rachaduras, ela pode morrer ou ficar vulnerável à entrada de microrganismos nocivos. Além disso, ela pode perder vigor, não se desenvolvendo adequadamente.

Pela forma como trabalham, os dosadores mecânicos são grandes responsáveis por danos à semente. O seu disco fica na horizontal e funciona como um prato que, na borda, tem vários furinhos, por onde passam as sementes. O atrito causado pelo peso das sementes e o disco pode gerar danos, como trincas, pressão e desgaste no grão.

Nos dosadores pneumáticos, por outro lado, o disco fica posicionado verticalmente e não sofre pressão do peso da semente. Além disso, por ser a ar, essa tecnologia captura a semente de forma livre — funcionando como se fosse um aspirador —, além de ter uma precisão maior.

Que benefícios eles trazem ao plantio?

É verdade que é possível ter bons resultados com modelos mecânicos, mas isso exigirá mais cuidados e limita bastante a velocidade de trabalho. Optar por dosadores pneumáticos, assim, é bem vantajoso.

Maior velocidade de trabalho

Com uma máquina pneumática, você chega a uma velocidade maior, de 7 ou 8 km/h. Já com o dosador mecânico, o máximo são 5 km/h. Afinal, quanto mais rápido o disco gira no modelo horizontal, maiores são o dano e o atrito. 

Essa velocidade é ainda mais importante ao se considerar a curta janela de plantio. As chuvas podem tornar esse período ainda menor, fazendo com que cada vez mais agricultores substituam seus modelos mecânicos por sistemas pneumáticos.

Redução de desperdício

Buscar maior eficiência no tratamento das sementes é muito importante para garantir o bom aproveitamento do investimento feito pelo agricultor, além de reduzir custos. Afinal, independentemente do valor e da tecnologia empregada na semente, ela não será produtiva se for danificada no momento do plantio.

Conheça as tecnologias de precisão

Existem diversas ferramentas avançadas no mercado que garantem melhores resultados nas diferentes operações na lavoura, e o plantio também ganha importantes contribuições.

Hoje, os dosadores da Precision Planting são ferramentas fáceis de manejar. Na soja e no milho, por exemplo, possibilitam uma troca e uma limpeza simplificadas. Além disso, por serem de plástico, eliminam o problema do solo.

Atrelado ao dosador, existe um mecanismo de força chamado downforce, que ajusta todo o aparato para garantir uma profundidade correta ao começar a plantar.

Para um funcionamento aprimorado, a Jacto desenvolveu um sistema com três cilindros a gás — o melhor que há no mercado hoje. Essa tecnologia está atrelada à nossa linha de plantio, garantindo o melhor desempenho na profundidade, na distribuição e no espaçamento.

A linha Otmis vem para agregar os recursos de telemetria às operações e assegurar maior controle e precisão ao trabalho do produtor.

Os dosadores pneumáticos ainda são a minoria entre os produtores brasileiros, e muitos agricultores continuam a utilizar tratores que não suportam a tecnologia. Esse quadro, porém, está mudando. Afinal, as vantagens da inovação são muitas e contribuem para um agronegócio mais forte e produtivo.

Quer saber mais sobre as tecnologias de precisão da Jacto? Entre em contato com nossa equipe e tire suas dúvidas!

Compartilhe !

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.