E-commerce de peças agrícolas: saiba como funciona e seus benefícios!
E-commerce de peças agrícolas

E-commerce de peças agrícolas: saiba o que é e quais as vantagens dessa prática

A tecnologia chegou ao campo. Um exemplo é a agricultura de precisão, que utiliza sistemas tecnológicos para aumentar a produtividade e melhorar a eficiência do setor. No entanto, os benefícios para o produtor vão além. O e-commerce de peças agrícolas é um grande aliado na hora de fazer pesquisas, comparar preços e definir os melhores produtos para aquisição.

A vantagem do e-commerce é permitir que o produtor tenha acesso a todas as principais informações sobre o produto, como preços, imagens, promoções mensais e diárias. De quebra, o comércio eletrônico diminui custos. Com isso, as empresas repassam um valor mais competitivo, que faz toda a diferença na hora de fechar negócio.

Para entender melhor como as lojas virtuais de peças agrícolas funcionam e quais benefícios obterá, criamos este post. Aqui, você também verá como melhorar o processo de compra e de que maneira a agilidade das aquisições interfere na produtividade do agricultor. Confira!

O que é e como funciona um e-commerce de peças agrícolas?

O comércio eletrônico consiste em uma modalidade de negociação online. Qualquer empresa pode abrir sua loja virtual e divulgar seus produtos ou serviços. A transação é feita totalmente por meio de plataformas e dispositivos digitais, como smartphones e computadores.

No início, o e-commerce era bastante focado na venda de bens tangíveis e de amplo consumo, como livros e CDs. Atualmente, qualquer produto ou serviço é comercializado nesses canais. Inclusive, várias empresas negociam somente no ambiente online devido aos benefícios que essa modalidade oferece.

Para ter uma ideia, somente no primeiro semestre de 2018, a alta do setor chegou a 12,1% no Brasil. O faturamento foi de R$23,6 bilhões. Do total de transações, 32% foram realizadas por dispositivos móveis. Além disso, o segmento com maior participação de vendas online foi o de Cosméticos e Perfumaria, com 15%.

Nesse momento, você deve estar pensando: o que isso tem a ver com as peças agrícolas? Tudo! O e-commerce de nicho, como é designada a venda online desse tipo de produto específico, vem ganhando força. Em vez de procurar em diferentes lugares, a pesquisa é certeira e traz bons retornos, até mesmo no que se refere à economia de tempo.

Uma comparação fácil é com plataformas que diversificam a oferta de produtos com o objetivo de atrair um público maior, como o Mercado Livre. Esse é um local interessante para adquirir objetos pessoais, roupas e eletrônicos. Porém, será difícil encontrar itens mais específicos, como é o caso das peças agrícolas.

Em algumas situações, você pode até achar o que busca, mas será de uma marca referência do mercado? Essa e outras dúvidas fazem com que um e-commerce especializado seja diferente e facilite o trabalho de procurar os implementos agrícolas desejados.

Diferenças entre e-commerce e marketplace

As lojas virtuais podem ser confundidas com marketplaces, mas é importante fazer sua diferenciação. O e-commerce é um local específico, de apenas uma marca. A empresa vende seus produtos e serviços, que atende a um segmento de mercado predeterminado.

Já o marketplace é um ambiente que reúne diversos vendedores, que podem comercializar uma ou mais marca. É uma espécie de shopping center virtual, que conta com produtos bons e ruins. Esse local também reúne diferentes categorias de segmentos, sem especialização.

Apesar de o marketplace ser uma boa alternativa para encontrar as peças agrícolas procuradas, a dificuldade é saber se o vendedor repassa as informações corretas. Além disso, o produto nem sempre é original, o que tende a causar dificuldade na escolha do item correto.

Quais são as vantagens de comprar peças agrícolas pela internet?

A interrupção de funcionamento dos implementos agrícolas é muito prejudicial ao agricultor, especialmente em época de colheita. Ficar sem o trator, a colheitadeira ou o pulverizador é absolutamente impensável. Afinal, isso pode levar à perda da safra.

É aí que o e-commerce das peças agrícolas contribui. Ao oferecer diferentes marcas e produtos, o produtor tem a chance de verificar os preços dos itens rapidamente e escolher aqueles que atendem a sua demanda. Da mesma forma, os pedidos online são práticos e costumam trazer muitas especificações técnicas, que são de conhecimento dos vendedores.

O resultado é a aquisição de itens de qualidade, originários de empresas de boa reputação no mercado. A reposição de peças também é facilitada, porque os fornecedores mantêm seu estoque atualizado e com diferentes modelos disponíveis.

No entanto, esses são apenas alguns benefícios. Ainda existem outros, como veremos em seguida.

Redução de preços

A negociação das marcas no ambiente online costuma ser mais competitiva devido à menor infraestrutura exigida. A projeção de diminuição de valores fica entre 8% e 30%, se comparado à média do mercado. Além disso, o pagamento tende a ser facilitado. Por isso, 98% dos consumidores de e-commerces são pequenos produtores.

Atendimento às demandas dos produtores

Os comércios eletrônicos têm como principal finalidade identificar as demandas existentes e se antecipar a elas. Portanto, marcas especializadas no segmento são capazes de inovar continuamente. Isso porque os pedidos feitos são considerados pelo departamento de Engenharia, que cria as soluções adequadas para os clientes.

Fortalecimento do produtor rural

A disponibilização de peças agrícolas em e-commerces simplifica o processo de compras e garante que o produtor tenha mais dados e informações confiáveis para tomar decisões acertadas. Isso leva a mais solidez do trabalho realizado, porque evita que os implementos fiquem muito tempo parados.

Melhoria do relacionamento com o cliente

A marca que aposta no comércio eletrônico de peças agrícolas constrói um relacionamento sólido com os produtores rurais. Um aspecto que beneficia essa questão é o foco em linhas específicas de produtos, que garante a compreensão das necessidades e das características do público-alvo.

Simplificação da logística

O e-commerce demanda uma logística eficiente para que o produto chegue rapidamente ao produtor. Ao optar por lojas virtuais de nicho, como as que vendem peças agrícolas, esse processo é simplificado, porque a marca conta com um estoque capaz de atender às demandas diárias e é reposto conforme a necessidade. Ou seja, você pode comprar o item que precisar e ficar tranquilo de que receberá o pedido rapidamente.

Possibilidade de aumentar a base de fornecedores

O produtor rural precisa de diferentes parceiros para atender suas necessidades. Com os e-commerces de peças agrícolas, isso é automaticamente garantido. Você tem mais chance de pesquisar e encontrar o produto desejado, ao mesmo tempo que assegura a redução do tempo de entrega e a melhoria do preço.

Profissionalização do processo de compras

A pesquisa por diferentes fornecedores com a possibilidade de comparação de preços é um dos principais benefícios das lojas virtuais. Você já conhece antecipadamente quais são as opções disponíveis e pode filtrar a busca de acordo com o que precisa. Assim, é desnecessário fazer ligações telefônicas e esperar para receber o orçamento.

Agilidade nas aquisições

O e-commerce é baseado no online. Portanto, a informação passa rapidamente de um ponto a outro. Isso agiliza o processo de entrega e favorece a inovação, já que possíveis demandas são compreendidas rapidamente e se tornam uma forma de a marca lançar produtos e serviços diferentes e que atendem às necessidades do produtor rural.

Todos esses benefícios demonstram que apostar em e-commerces de peças agrícolas é um bom negócio. Nesses ambientes, o produtor tem acesso a diferentes informações e produtos, que podem ser comparadas para tornar a tomada de decisão mais eficiente. Assim, você foca no custo-benefício, em vez de observar apenas o preço.

Por exemplo: você pode encontrar um pulverizador de valor mais baixo, mas menor capacidade ou que funciona a partir de um processo menos moderno. Nesse caso, vale a pena investir em um implemento de preço maior, desde que ofereça mais benefícios. Essa análise é facilitada nos e-commerces, porque são avaliadas todas as características do produto, inclusive com destaque de vantagens e do folheto completo com seus diferenciais.

Como melhorar o processo de compras?

A boa utilização dos e-commerces é o que garante aos produtores rurais a escolha das peças agrícolas certas. Você ainda pode optar por lojas físicas, mas tem acesso a mais informações rapidamente ao selecionar os estabelecimentos virtuais. Além disso, essa é uma maneira de obter um atendimento técnico rápido, já que os vendedores são especializados e conhecem todos os diferenciais dos produtos.

Todas essas características são asseguradas ao selecionar uma empresa especializada. Ao optar por um e-commerce específico, há a garantia de qualidade das peças comercializadas, porque a empresa foca a manutenção da sua boa reputação no mercado.

As peças também são disponibilizadas rapidamente, inclusive aquelas que são mais difíceis de serem encontradas. O estoque se mantém atualizado e isso garante que a sua aquisição seja rápida.

Porém, todos esses benefícios são complementados com outras vantagens, se você otimizar o seu processo de compras interno. Como fazer isso? Listamos algumas boas práticas a seguir.

Busque equipamentos e peças com garantia

Esse é um dos principais cuidados na hora de comprar peças agrícolas, seja em e-commerces, seja em lojas físicas. O ideal é que o produto seja assegurado pela marca, porque isso evita prejuízos futuros e imprevistos. Perceba que um item errado pode inviabilizar o trabalho no campo. Assim, também é recomendado verificar sua procedência.

Mais que isso, lembre-se de que a durabilidade dos equipamentos depende de manutenções periódicas e preventivas, que incluem a reposição de peças usadas por outras originais ou autorizadas. Isso evita danos decorrentes do desgaste natural.

Considere as condições de pagamento

A compra de qualquer peça ou implemento agrícola exige uma avaliação do impacto que será causado no negócio, tanto em relação à produtividade quanto no que se refere ao financeiro. É importante conhecer as iniciativas do governo para a aquisição de maquinários, assim como as opções que simplificam o processo, como o consórcio.

Especialmente no que se refere às peças agrícolas, vale a pena verificar a possibilidade de parcelamento dos valores, inclusive sem a incidência de juros, para garantir um bom fluxo de caixa.

Identifique a quantidade exata a ser adquirida

O volume de peças a ser comprado depende diretamente das suas necessidades. O ideal é adquirir o produto antes mesmo de o equipamento apresentar a falha. Por isso, faça uma avaliação das máquinas disponíveis e identifique a demanda.

Faça uma projeção das suas necessidades, porque essa é a melhor maneira de garantir economia e produtividade para o seu trabalho diário, além de sucesso no campo. Perceba que, ao adquirir menos do que o necessário, está passível de prejuízos e problemas com as atividades na lavoura. Ao mesmo tempo, se comprar mais do que deveria, estará com capital retido e parado, que pode desequilibrar o fluxo de caixa.

O recomendado é atingir o equilíbrio. Considere o período da colheita, em que as máquinas são mais utilizadas, e veja como é possível se preparar. Nessa análise, tenha sempre em mente a gravidade dos problemas causados ao negócio antes de definir quais peças agrícolas devem ser adquiridas no e-commerce.

Analise a qualidade do produto

O foco sempre deve ser o custo-benefício, nunca o preço baixo. Ao avaliar somente essa última condição, a chance de ter um produto de qualidade duvidosa é maior. Nessas situações, o resultado tende a ser a necessidade de nova troca das peças, interrupção do trabalho dos equipamentos, redução da produtividade, aumento do tempo de ociosidade no campo, entre outros.

Por isso, antes de comprar a peça, tenha certeza da marca que está adquirindo e opte por aquelas que são referências no mercado, como a Jacto. Procure informações se ainda desconhecer o fabricante e verifique as referências disponíveis. A opinião de agricultores é outra medida eficiente para tomar a decisão acertada.

Calcule a viabilidade econômica da compra

A falta de planejamento financeiro nas aquisições realizadas é um mau sinal para o produtor rural. Essa situação gera riscos de comprometimento da próxima safra ou até de endividamento. Por isso, tenha certeza de que conseguirá fazer a compra e o pagamento dentro das suas possibilidades.

É claro que a aquisição de peças tem valor mais baixo que a de implementos agrícolas. Ainda assim, é preciso fazer uma boa análise financeira. Lembre-se de que o e-commerce ajuda muito nesse processo, porque permite fazer comparações rápidas.

Qualifique os fornecedores

O produtor rural depende dos parceiros para comprar máquinas agrícolas e substituir peças importantes. A fim de garantir o máximo de eficiência nesse processo, é necessário qualificar os fornecedores para assegurar a qualidade dos produtos.

Esse é um procedimento simples com o e-commerce de peças agrícolas. Basta analisar os potenciais fornecedores e verificar três principais requisitos:

  • entrega no prazo combinado, para manter um bom relacionamento com o parceiro;
  • entrega do produto em conformidade, a fim de ter certeza que as exigências de qualidade foram preservadas;
  • preço justo, com a consideração da média de valores do mercado e a qualidade do produto. Novamente, o ideal é o custo-benefício.

Outra boa ideia é estabelecer uma relação de confiança com os fornecedores. Por isso, o e-commerce direto da marca é mais interessante. Se não for possível, avalie o fabricante das peças, porque essa avaliação assegura a durabilidade e a qualidade dos produtos.

Seguindo essas dicas, você está mais perto de obter o máximo de eficiência no trabalho rural. Assegura que a reposição de peças será feita conforme necessário e evita que a produtividade seja reduzida devido ao tempo ocioso e à interrupção dos trabalhos dos implementos agrícolas. Porém, ainda fica uma dúvida: como o e-commerce efetivamente favorece as atividades rurais? É o que vamos explorar em seguida.

Como a agilidade das compras online impactam a produtividade do agricultor?

Muitas empresas e produtores rurais já investem no comércio eletrônico para a compra de peças e equipamentos agrícolas. Apesar de ainda ter um grande mercado a explorar, o e-commerce já é visto como uma oportunidade.

Vários são os motivos que justificam esse posicionamento. Um deles é a redução do preço do produto final ou a elevação da margem de lucro do agricultor. Com a eliminação de atravessadores, você gasta menos para produzir e se torna mais competitivo.

Outro fator que contribui positivamente para o produtor rural é o fato de o e-commerce de peças agrícolas funcionar 24 horas por dia, 7 dias da semana.

Isso significa que é possível adquirir os itens necessários a qualquer momento, com todo o apoio técnico exigido, como termos e detalhes da venda, local e origem da peça, fabricante, diferenciais, preço, condições de pagamento e mais. Caso ainda tenha alguma dúvida, pode entrar em contato com um representante, que retornará no próximo dia útil.

Apesar de todos os benefícios, ainda existem desafios a serem superados. Acompanhe, a seguir, quais são os principais.

Obstáculos para o e-commerce de peças agrícolas

Mesmo que o e-commerce voltado para o setor rural esteja em crescimento, isso ainda acontece lentamente. Um dos motivos é a cultura do produtor, que costuma utilizar a tecnologia para questões pessoais, em vez de adotá-la para os negócios.

A pesquisa Tecnologia da Informação no Agronegócio, feita pelo Sebrae em 2017, evidencia que em todos os estados brasileiros o uso da tecnologia é maior para questões pessoais. Para ter uma ideia, no Acre há a maior disparidade: 34,5% para lazer e 7% para o trabalho. No Rio Grande do Sul, há mais equilíbrio: 13,5% para o primeiro aspecto e 11,2% para o segundo.

Quando comparamos o uso para ambos os critérios, os números aumentam e são bem mais significativos. A unidade da federação com menor uso para os dois casos é o Acre, com 58,5%. A maior utilização é em Roraima, com 84,9%.

Quando analisado quais fatores interferem no uso da internet, destaca-se a não existência de provedor ou o sinal ruim na região, que inviabiliza a adoção da tecnologia em alguns locais. Chegamos, então, ao segundo obstáculo do e-commerce: a infraestrutura.

Nesse contexto, é preciso compreender que a tecnologia, especialmente o e-commerce, impacta positivamente a produtividade. Por isso, mesmo com as dificuldades, a pesquisa do Sebrae indica bons índices para o uso da inovação na categoria de compra de insumos ou mercadorias. No Tocantins, por exemplo, a opção chega a 83,3% dos produtores rurais.

A relação entre e-commerce e produtividade é simples: o agricultor que faz a pesquisa de peças deixa de perder tempo com a comparação de preços e ida até lojas físicas para fazer o processo de escolha. Pela internet, ele tem acesso a todas as informações e decide os itens de que precisa com mais facilidade.

Ao mesmo tempo, tem chance de focar no trabalho da lavoura e identificar suas demandas para antecipá-las. Por exemplo: se você tem um trator que passou por manutenção preventiva e foi identificada a necessidade de substituir determinada peça, basta adquirir o produto antecipadamente para evitar a quebra da máquina e, consequentemente, a interrupção dos trabalhos.

Perceba que essa atitude traz benefícios significativos, especialmente em época de colheita. Afinal, nesses períodos é preciso executar a colheita corretamente, sob pena de a planta passar do prazo e ter sua venda inviabilizada.

Em suma, a produtividade do trabalho no campo depende da tecnologia — você já sabe disso. A agricultura de precisão, por exemplo, modificou significativamente as atividades realizadas. Porém, os impactos vão além e também estão representados no e-commerce, que facilita as ações de compras e garante que as peças a serem substituídas passem por esse processo rapidamente.

O resultado é um trabalho mais preciso e ágil, que interfere na produtividade e oferece uma boa colheita. Assim, por mais que existam dificuldades, vale a pena investir no comércio eletrônico voltado aos implementos agrícolas. Os benefícios são variados e consistem em agilidade, redução de custos, aumento do lucro e melhoria da negociação, com foco no custo-benefício.

De quebra, o e-commerce de peças agrícolas ainda facilita a busca por itens específicos e originais, de boa durabilidade e fabricantes reconhecidos no mercado. É a melhor alternativa, certo? Então, aproveite as opções disponíveis e use a tecnologia a seu favor!

Inclusive, se deseja conhecer um e-commerce de produtos e peças de boa qualidade, entre em contato conosco! Nossos representantes são especializados e conhecem todas as características técnicas dos itens vendidos. Assim, você conta com a ajuda necessária e tem a garantia de fechar um bom negócio!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This