inteligência preditiva

Inteligência preditiva: como ela se aplica no agronegócio

O guia completo das melhores práticas de adubação

Os avanços tecnológicos transformaram o modo como interagimos com o mundo. Desde o uso de smartphones até ferramentas de aprendizado da máquina, temos nos tornado mais eficientes e estratégicos graças a esses recursos. Não é diferente com a inteligência preditiva, principalmente quando aplicada ao agronegócio.

Sua principal vantagem é facilitar a visualização e a resposta a cenários futuros, permitindo que a produção de alimentos e insumos agrícolas seja cada vez mais eficiente, inteligente e sustentável. Se você não faz ideia de como usar isso a seu favor, vale a pena conferir o conteúdo que preparamos. Aproveite!

O que é inteligência preditiva?

A inteligência preditiva é um método que utiliza dados de eventos passados para prever como eles podem acontecer novamente no futuro. É justamente por isso que ela é tão relevante ao tentar determinar tendências e oportunidades de negócios interessantes no mercado.

Esse recurso desempenha um papel fundamental em muitos setores — desde finanças até marketing e saúde. Com a abrangência dos dados disponível hoje, ele também pode ser usado no gerenciamento de operações e da cadeia de suprimentos — incluindo a agricultura, por exemplo.

A inteligência preditiva vem percorrendo um longo caminho ao longo dos últimos anos. Hoje, com a tecnologia, a conectividade e a disponibilidade de informações sobre diversas empresas, ela pode ser aplicada com sucesso às operações de negócios.

Por que ela é uma tendência?

A inteligência preditiva é uma tendência porque ajuda as empresas a tomarem melhores decisões. Em suma, ela permite a previsão do futuro e o entendimento dos dados de uma maneira muito melhor.

A inteligência preditiva vem se tornando cada vez mais popular, já que ajuda diversos tipos de negócios a:

  • economizar tempo e dinheiro;
  • reduzir a incidência de erros no processo de tomada de decisões estratégicas;
  • usar os dados como fonte de predição;
  • tornar as operações mais estratégicas;
  • otimizar a força de trabalho e os recursos disponíveis;
  • trabalhar na prevenção de acidentes;
  • fazer com que o negócio se torne mais competitivo.

Além disso, investir na capacidade de analisar dados com a ajuda de algoritmos também pode ajudar na gestão direta de um negócio ou agronegócio. Isso pode contribuir com a segmentação dos clientes, com a captação de investidores e até mesmo com a negociação mais viável com fornecedores.

Quais são as vantagens da inteligência preditiva?

Com a ajuda da inteligência preditiva, as empresas podem ganhar vantagens expressivas no mercado, especialmente no que diz respeito às previsões sobre o futuro. Essas informações podem ser usadas para criar ideias e perspectivas que podem resolver problemas antes mesmo que eles aconteçam.

Para começar, as empresas precisam fornecer dados sobre os problemas que estão sendo previstos. Eles são utilizados por algoritmos de inteligência artificial para fazer a análise e previsões sobre o futuro. As previsões resultantes são, então, devolvidas à administração, para que ela possa decidir o que deve ser feito com o conhecimento.

Melhorar os recursos de inteligência preditiva aumenta a probabilidade das empresas terem sucesso no mercado. Quando se trata de coletar e analisar dados, esse recurso pode ser usado para entender conjuntos de informações ainda mais complexas.

Como ela pode ser utilizada a favor do agronegócio?

A ideia central é que, em um futuro não tão distante, o agronegócio se torne autônomo. Isso significa que ele deve ser inteligente e automatizado o suficiente para que o produtor tenha apenas a função de supervisionar tudo e garantir que os processos estejam funcionando.

Para que isso aconteça, é fundamental o uso de recursos como a inteligência artificial e o aprendizado da máquina. Interconectados, os dispositivos de uma propriedade podem estar medindo constantemente os resultados e aprendendo com eles. Para tanto, vale ficar de olho nos seguintes aspectos.

Inteligência artificial

A inteligência artificial pode ser usada tanto para analisar grandes quantidades de dados e informações quanto para analisar as alternativas envolvidas em decisões mais difíceis. Além disso, ela pode aprender com os padrões nos quais é operada. Assim, o produtor rural tem a possibilidade de recorrer à IA para tomar algumas decisões e ganhar agilidade no seu dia a dia.

Robótica e automação

A automação de processos é algo que está presente tanto dentro quanto fora dos escritórios de propriedades rurais. Além dos sistemas de gestão, tarefas operacionais já estão se tornando automatizadas e, mais do que isso, servindo como fontes de dados para a inteligência preditiva — como os drones e GPS, que podem indicar condições anômalas em uma lavoura ou rebanho.

Big Data

Quando falamos em predição em uma propriedade rural, estamos falando de matemática, algoritmos e previsão baseada em dados. É fundamental contar com um bom banco de dados que colete, armazene e trate volumes extensos de informação, permitindo que elas sejam avaliadas e comparadas entre si — é aí que entra o Big Data.

Dispositivos sensoriais

Os sensores servem, sobretudo, para monitorar processos em tempo real sem que uma pessoa precise estar presente para fazer as medições. Eles podem contribuir para acompanhar situações como:

  • a umidade;
  • a incidência de luz em um local;
  • a temperatura da terra e do ar;
  • as condições físicas, químicas e biológicas de um solo;
  • a velocidade do vento.

Como a Jacto pode ajudar com isso?

A Jacto vem trabalhando em parceria com os avanços tecnológicos para criar soluções inovadoras e eficientes para o produtor rural. O resultado disso é o desenvolvimento de ferramentas como:

  • a instrumentação multimarcas;
  • correções de sinais (GPS) por assinatura;
  • o desbloqueio de taxa variável;
  • os treinamentos em tecnologia de aplicação, inspeção de máquinas e operacional.

Além disso, outras ideias vêm sendo desenvolvidas e devem ser lançadas em breve, incluindo soluções de inteligência preditiva.

A inteligência preditiva no agronegócio está intimamente ligada às mais diversas inovações tecnológicas que vêm sendo criadas. Elas aumentam a eficiência do produtor rural e otimizam a rotina, fazendo com que menos esforços tragam resultados superiores.

Com acesso aos dados específicos sobre todas as variáveis envolvidas na atividade — como o clima, a umidade, o solo e as pragas —, fica ainda mais fácil se preparar para enfrentar os principais desafios. Assim, a propriedade garante um melhor desempenho, mais rentabilidade e menos perdas e desperdícios.

Agora que você já está por dentro do assunto, que tal conhecer os alguns dos produtos da Jacto? Aproveite!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.