Smartset: descubra como eliminar tarefas repetitivas no campo

Smartset: descubra como eliminar tarefas repetitivas no campo

A agricultura de precisão trouxe diversas ferramentas que otimizam as diferentes etapas do ciclo produtivo, desde o preparo do solo até a colheita. Quando o assunto é a adubação a lanço, ganham destaque as tecnologias que dão suporte ao agricultor no planejamento das operações. É o caso do SmartSet da Jacto. Já ouviu falar?

Neste artigo, você vai entender como essa ferramenta pode ajudá-lo a definir a calibração do ponto de queda no disco, tornado mais rápido o tempo de calibração da máquina. Confira!

O que é o SmartSet?

O SmartSet é uma plataforma online que informa os ajustes necessários com base nos dados inseridos sobre os fertilizantes, a configuração do equipamento e a largura da faixa de aplicação. Dessa forma, você obtém as indicações sobre a regulagem do ponto de queda do fertilizante no disco.

O site conta com um banco de dados com mais de 1.000 fertilizantes já testados, aumentando a confiabilidade do serviço.

Qual é a importância de ajustar corretamente a faixa de aplicação?

Ao aplicar fertilizantes no solo para melhorar sua qualidade nutricional, é necessário não só considerar a qualidade dos produtos e a quantidade utilizada, mas também definir como aplicá-los. Assim, nesse cálculo, é preciso verificar os pontos abaixo.

  • O que aplicar?
  • Quando aplicar?
  • Quanto aplicar?
  • Onde aplicar?
  • Como aplicar?

Especificamente em relação à última questão, o importante é saber onde cada nutriente deve cair e que regulagem é necessária para que esses produtos sejam distribuídos adequadamente no talhão, até mesmo para faixas grandes de aplicação..

O problema é que existe uma diferença entre onde o produtor quer que o fertilizante caia (no caso da adubação a lanço) e onde ele efetivamente vai cair. Isso ocorre porque existem diversos fatores que afetam a aplicação dos produtos, como o tipo de fertilizante, o equipamento utilizado, os tipos de pás instaladas, entre outros.

Um exemplo é a granulometria, uma característica própria dos fertilizantes, usada para classificar esse tipo de produto com base no tamanho dos grânulos. Isso é importante porque a classificação impacta a aplicação a lanço, uma vez que partículas mais densas e maiores tendem a percorrer distâncias maiores no momento da aplicação, ao passo que as menores e menos densas ficam mais próximas ao equipamento.

Considerar tudo isso sem o auxílio de uma ferramenta como o SmartSet aumenta as possibilidades de erros e pode comprometer a eficácia dos produtos e da operação. O SmartSet, por sua vez, facilita e agiliza essa tarefa do operador.

Quais vantagens o SmartSet traz?

Na calibração convencional, gasta-se muito fertilizante com testes e retestes para regular o ponto de queda no disco. É um processo que acaba desperdiçando produto e fazendo o operador perder um tempo precioso que poderia ser usado nas seguintes etapas da operação.

No entanto, com o SmartSet, é possível fazer a calibração de modo muito mais rápido, garantindo uma economia de fertilizante nessa tarefa. Além disso, o produtor alcança:

  • maior agilidade para mudar a regulagem;
  • uma boa aplicação com base em uma calibração adequada;
  • maior facilidade nos ajustes por contar com um banco de dados bastante rico.

Além disso, associado ao controle automático de seções e ao sistema de controle de bordadura, o SmartSet:

Quais são as configurações necessárias para utilizar essa ferramenta?

Para usar a ferramenta, é preciso seguir 4 passos básicos, inserindo as informações detalhadas a seguir.

Escolha do produto

O primeiro passo é escolher o produto que você deseja aplicar. Nesse caso, serão fertilizantes.

Escolha do fertilizante

Você poderá encontrar os fertilizantes de duas formas:

  • pesquisa por tipo de fertilizante;
  • pesquisa por fabricante.

Em ambos os casos será aberto um menu suspenso para você selecionar o produto desejado.

Neste momento, também haverá a opção “Pesquisa semelhante”. Essa função serve para casos em que seu fertilizante não esteja disponível na lista. Daí basta preencher os dados sobre:

  • densidade: medida expressa em tonelada/m³ ou kg/m³, informado pelo fabricante ou obtida por um teste em uma proveta graduada de 1 litro;
  • aspecto: formato que mais se assemelha ao seu fertilizante;
  • granulometria: resultado encontrado pelo granulômetro Jacto.

No entanto, caso você tenha encontrado especificamente seu produto na lista, é só seguir com as demais etapas.

Configuração do distribuidor

Nessa etapa, você terá duas opções de equipamentos:

Ajustes finais

Feito isso, o SmartSet reunirá todas as informações em uma única página e indicará o ajuste mais adequado para a sua faixa de aplicação desejada. Esse registro poderá ser salvo ou impresso para futuras consultas e análises.

É preciso ter uma máquina da Jacto para poder usar o SmartSet?

Sim. As duas opções de adubadoras apresentadas no SmartSet são da Jacto. Assim, é importante que sejam usados esses equipamentos. Trata-se de uma tecnologia exclusiva que auxilia o agricultor no ajuste da faixa de aplicação da adubadora automotriz Uniport 5030 NPK e da carreta adubadora Tellus 10.000 NPK.

Quais são os custos envolvidos?

O SmartSet é uma ferramenta totalmente gratuita e está disponível online, de modo que você pode começar a usar agora mesmo!

Na verdade, o uso do SmartSet ajuda a reduzir os custos, uma vez que a quantidade de produtos utilizados se torna mais precisa e a operação é realizada de modo mais eficiente, evitando retrabalhos.

Que pontos de atenção é preciso ter no uso do SmartSet?

Além dos fatores relacionados aos tipos de fertilizantes e aos equipamentos adotados na aplicação, há outros pontos que precisam ser levados em conta por influenciarem as decisões sobre a operação.

Por exemplo, é importante que o produtor fique atento às condições climáticas e de armazenagem, fatores que podem gerar divergências entre as indicações fornecidas pelo SmartSet e os valores mais apropriados de ajuste.

Quais outras tecnologias podem ajudar a eliminar tarefas repetitivas?

Além do SmartSet, existem no mercado outras ferramentas que aumentam a precisão e a eficiência da operação de adubação. O sistema PrecisonWay, por exemplo, ajuda a controlar a dosagem, o formato das pás e o ponto de queda do fertilizante nos discos. Isso contribui para a distribuição dos produtos em uma dose mais exata e com maior qualidade e uniformidade.

Outra tecnologia é o controle de bordadura, função que reduz as falhas de aplicação nas operações de bordadura — ou seja, evita que fertilizantes sejam lançados em locais não desejados, como áreas de preservação.

A cada dia, surgem mais e mais tecnologias capazes de trazer maior eficiência às atividades rurais. O SmartSet faz parte desse leque de ferramentas que munem o agricultor com informações sólidas para a tomada de decisões estratégicas e operacionais — então, você não pode ficar de fora.

Quer mais orientações sobre como usar o SmartSet? Entre em contato conosco!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This