tratamento industrial de sementes

Tratamento industrial de sementes: entenda qual é a importância

O guia completo das melhores práticas de adubação

Você já ouviu falar sobre o tratamento industrial de sementes? Quando o assunto é alimentação, culturas como arroz, milho, feijão e soja são fundamentais. O que eles têm em comum? Todos têm a mesma origem, ou seja, vêm de sementes.

O processo de cultivo pode fazer uma grande diferença na qualidade do produto. É por isso que iniciativas como o tratamento industrial de sementes fazem toda a diferença para a excelência dos grãos.

Neste post, você entenderá do que se trata. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

O que é uma semente de boa qualidade?

Para ajudar você a entender melhor o impacto do tratamento industrial em grãos, é preciso compreender o que define uma semente de boa qualidade, não só em relação aos seus nutrientes, mas também a sua capacidade de germinação. Para ser considerado um produto de excelência, é preciso analisar quatro critérios.

Físico

A estrutura das sementes deve ser íntegra, apresentado características uniformes quanto ao tamanho, à forma e ao peso.

Fisiológico

O critério fisiológico está relacionado ao potencial de germinação das sementes.

Genética

Diz respeito à estrutura genética da semente — se ela passou ou não por algum processo de modificação.

Sanitário

Por fim, uma semente de boa qualidade deve estar livre de patógenos ou ervas daninhas que afetam a plantação.

O que é o tratamento industrial de sementes?

O TSI, ou tratamento industrial de sementes, corresponde a uma série de processos para os grãos estarem em perfeitas condições, além do controle de fungos e pragas. Esse procedimento ocorre em uma indústria, que também é responsável pela comercialização dessas sementes.

Geralmente, o tratamento consiste em:

  • reguladores de crescimento;
  • aplicação de defensivos;
  • micronutrientes;
  • revestimento;
  • inoculantes.

É importante dizer que as sementes tratadas industrialmente são específicas para o plantio, e não podem ser consumidas.

Quais são os principais benefícios desse tipo de tratamento?

O tratamento das sementes garante uma proteção para as fases iniciais da plantação. Os processos aos quais os grãos são submetidos evitam o contato com pragas e patógenos, impedindo que eles sejam agentes transmissores de doenças.

Esse tratamento é fundamental para garantir a qualidade estrutural das sementes, já que é possível controlar os aspectos nutricionais e genéticos dos grãos. Produzindo sementes de melhor qualidade, o tempo de armazenamento também é estendido.

Tratamento industrial de sementes (TSI) ou on-farm?

Vimos que uma das principais características de sementes vindas do TSI é que elas são produzidas por uma indústria, o que pode proporcionar mais possibilidades de controle de suas características, já que há mais recursos tecnológicos.

Outro tratamento comum é o on-farm, ou seja, um processo realizado na própria fazenda responsável pelo plantio. Isso é feito com maquinário próprio — apesar de gerar um custo inferior, ainda é necessário contar com mão de obra especializada para o manejo dos grãos, além do cuidado redobrado para evitar a contaminação.

Até aqui, mostramos como o tratamento industrial de sementes é um processo que pode garantir muitos benefícios para o manejo dos grãos, especialmente por proporcionar um melhor controle de qualidade e longevidade para as sementes — mesmo sendo um processo mais caro que o tratamento on-farm. 

Gostou de saber mais sobre o assunto? Deixe um comentário!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.