Você sabia que bicos desgastados trazem prejuízos financeiros? | Tecnologia para agricultura - Blog da Jacto

Você sabia que bicos desgastados trazem prejuízos financeiros?

Os bicos de pulverização sofrem desgastes naturais ao longo de sua vida útil. Porém, caso esse desgaste não seja solucionado com a troca dos bicos gastos por novos, é sabido que a pulverização gerará prejuízos financeiros e ambientais causados pelo desperdício de produto químico que passa por eles.

 

Diversos fatores podem contribuir para o desgaste, como podemos ver a seguir:

• Poder abrasivo dos agroquímicos: o mercado de agroquímicos oferece formulações que possuem em sua composição partículas em suspensão com alto grau de dureza que contribuem naturalmente para o desgaste dos bicos de pulverização.

 

 

• Qualidade da água de pulverização: pelo mesmo motivo relatado acima, a qualidade da água utilizada na pulverização pode contribuir para o desgaste dos bicos de pulverização, já que a sílica, que possui extrema dureza, é encontrada com facilidade em suspensão na água. Cuidados como escolher o local de coleta da água podem contribuir para reduzir a presença de sílica na água.

• Pressão de trabalho: a pressão recomendada pelo fabricante do bico de pulverização baseia-se em informações definidas no momento de seu desenvolvimento. De acordo com o material de fabricação, desenho e características técnicas como diâmetro de gota, vazão e ângulo do jato, recomendam-se limites mínimos e máximos de pressão. Trabalhar fora das especificações máximas de pressão pode contribuir diretamente para o desgaste e redução da vida útil do bico.

• Limpeza: limpar os bicos com instrumentos confeccionados com materiais de maior dureza do que o material utilizado para a fabricação dos bicos acentua a deterioração do orifício de saída do jato no bico, ocasionando mudança do perfil de distribuição e das características do diâmetro da gota. Para a limpeza correta, utilize escovas (pode ser escova de dente com cerdas mais duras) e ar comprimido.

 

• Dica do especialista: independente do material de fabricação, o critério que devemos adotar para troca dos bicos é o desgaste. A referência deve ser sempre a vazão nominal de cada bico, conforme consta na tabela do fabricante. Portanto, quando um bico apresentar vazão acima de 10% da vazão nominal de um bico novo, ele deve ser substituído imediatamente. Não use como referência as horas de trabalho para substituição dos bicos, já que esse critério nem sempre expressa a qualidade da aplicação. Além disso, se utilizado, pode ocasionar troca prematura do bico.

• ATENÇÃO: não limpe os bicos com a boca devido ao grande risco de contaminação. Utilize sempre EPIs apropriados nas manutenções.

Vejamos um exemplo prático de prejuízo

Considerando-se uma propriedade de 500 ha e um desgaste de 10% dos bicos de pulverização, temos a seguinte condição para a cultura da soja.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This