Acheter generique lexapro escitalopram des prix avantageux dans une pharmacie en ligne sans ordonnance Acheter celexa citalopram livraison gratuite d une pharmacie en ligne fiable Acheter Atarax (Hydroxyzine) de France M├ędicaments en ligne Acheter Cialis Professional 100 mg ED Pharmacy en ligne Acheter Cialis Super Active 20 mg en ligne

geoprocessamento

Geoprocessamento: qual a importância para produtividade?

Você sabe o que é geoprocessamento? Esse é um conceito que abrange tecnologias vitais para diversas áreas do conhecimento e setores de produção e prestação de serviços. Pensando na importância dessa tecnologia para os mais variados campos, trouxemos as principais informações sobre o assunto para você!

Saiba como o geoprocessamento funciona e quais suas aplicações na produção agrícola!

O que é geoprocessamento?

Geoprocessamento é o nome dado a um conjunto de tecnologias que servem para coletar e dar tratamento a informações georreferenciais, que servem de base para o desenvolvimento constante de novas aplicações.

Nesse conceito estão englobados o Sensoriamento Remoto (SR), o Sistema de Informação Geográfica (SIG) e o Sistema de Posicionamento Global (GPS). Esse último é o mais conhecido no nosso dia a dia. Saiba mais sobre eles, a seguir.

Sensoriamento Remoto (SR)

O Sensoriamento Remoto é a tecnologia de geoprocessamento que obtém imagens e outros dados por meio do monitoramento da superfície terrestre. O processo envolve a captação e o registro da energia eletromagnética que é emitida ou refletida pela superfície.

Um programa muito popular que executa e faz uso do processamento digital de imagens é o Google Earth. Ele permite “sobrevoar” todo o planeta usando as imagens de satélite disponibilizadas.

Sistema de Informação Geográfica (SIG)

O SIG tem conceito mais restrito, pois desenvolve análises espaciais e faz modelagens da superfície processando dados gráficos, como mapas, e alfanuméricos, como tabelas.

Sistema de Posicionamento Global (GPS)

Já o GPS é um sistema de posicionamento via satélite, que permite determinar a localização e o posicionamento de um receptor na superfície da Terra, em forma de coordenadas (latitude, longitude e altitude).

Negócios relacionados ao geoprocessamento estão entre os mercados mais importantes da atualidade. Em conjunto com a nano e a biotecnologia, alcançam diversas áreas do conhecimento, de Geografia a Arquitetura e Sistemas de Informação.

Por meio dele, diferentes necessidades da sociedade são atendidas, como:

  • desenvolvimento de bases cartográficas;
  • análise de recursos naturais;
  • implementação de redes de infraestrutura (água, esgoto, drenagem etc.);
  • planejamento urbano e ambiental;
  • mapeamentos de segurança pública;
  • análises de mercados;
  • otimização de transporte de cargas etc.

Com o avanço dos anos, a aplicação das tecnologias de geoprocessamento ficam cada vez mais necessárias ao planejamento e desenvolvimento da sociedade.

Como funciona?

Ele se dá por meio da coleta e do processamento informatizado de dados georreferenciados. Para isso, usa programas de computadores capazes de utilizar informações cartográficas — mapas, cartas topográficas e plantas —, associadas a coordenadas para localização dessas informações.

Na agricultura, ele engloba técnicas, métodos e tecnologias que visam a coletar, armazenar e processar dados referentes a uma propriedade rural. Isso permite que o produtor tenha acesso a informações georreferenciadas, com base no SIG, no SR e no GPS.

Assim, ele não se prende apenas à análise generalista da sua propriedade, pois pode avaliar sua fazenda por metro quadrado, aumentando o nível de detalhes e a riqueza de informações. Isso facilita muito o monitoramento e a tomada de decisões mais exatas!

Quais são as principais etapas?

O geoprocessamento passa por cinco etapas fundamentais para chegar a um resultado exato e consistente. São elas:

  1. identificar o problema a ser solucionado — define o modo de desenvolvimento dos trabalhos;
  2. selecionar os dados que serão coletados — garante resultados precisos e confiáveis;
  3. coletar e transformar esses dados em informação inteligente — ou seja, em mapas de drone georreferenciados;
  4. analisar a informação gerada — permite obter conclusões sobre a área;
  5. visualizar os resultados e tomar decisões acertadas.

Realizar cada etapa com cuidado e atenção é a chave para o sucesso no uso do geoprocessamento.

Quais são suas aplicações na lavoura?

Na lavoura, o geoprocessamento utiliza suas tecnologias e métodos para auxiliar na coleta, tratamento e análise de dados específicos sobre a produção agrícola. Com ele, o produtor acessa imagens e dados precisos, podendo traçar planejamentos eficientes. Assim, ele consegue aumentar sua produtividade e ganhar competitividade.

O geoprocessamento é uma ferramenta fundamental para melhoria de resultados, pois permite acessar informações detalhadas sobre cada talhão, monitorando a cobertura vegetal e o uso da terra e identificando dados como níveis de erosão, poluição de água e ar, depósito irregular de resíduos, presença de pragas, doenças e ervas daninhas, entre outros pontos.

As utilizações são várias, e o produtor rural pode investir na aplicação dessa tecnologia para:

  • adquirir mapas temáticos;
  • planejar o uso de áreas;
  • quantificar áreas rochosas, de pastagem, lavoura, florestas nativas;
  • identificar áreas sujeitas a alagamentos, barragens, açudes;
  • levantar mapeamento de estradas e cercas;
  • avaliar o nível de degradação de cada faixa de terra;
  • manejar insumos agrícolas;
  • monitorar áreas irrigadas;
  • acompanhar reflorestamentos etc.

Quais são seus principais benefícios?

Já ficou claro o nível de benefícios que o geoprocessamento pode produzir na lavoura, correto? É muito importante aplicá-lo em conjunto com ferramentas da Agricultura de Precisão, produzindo um nível de detalhes rico, que ajude a monitorar, diagnosticar e planejar as atividades necessárias na propriedade rural.

Há diversas vantagens em aplicá-lo na produção agrícola. Elencamos algumas das principais, a seguir. Confira!

Aquisição de mapas detalhados e completos

Mapas de plantio, produtividade e vegetação de diversos talhões da fazenda podem ser criados com base nas imagens e nos dados georreferenciados obtidos. Com eles, o produtor pode acessar informações bastante precisas sobre a lavoura, os recursos naturais e tudo o que for importante para a gestão da sua propriedade.

Planejamento rural estratégico

O geoprocessamento também permite que o produtor tenha, em suas mãos, dados fundamentais para avaliar o nível de disponibilidade das áreas para as diferentes atividades agrícolas. Ele faz isso usando informações de relevo, declive, recursos hídricos, solo etc.

Assim, consegue definir qual atividade agrícola é mais indicada para cada espaço, contribuindo para aquilo que chamamos de tecnologia verde. Sem contar que essas informações também ajudam a definir as melhores práticas de manejo e conservação para cada área, de acordo com seus recursos e suas deficiências.

Aumento da produtividade da fazenda

Bons softwares de gestão agrícola usam os dados das ferramentas de geoprocessamento para diagnosticar automaticamente a lavoura e a propriedade. Assim, o agricultor se antecipa às mudanças e adversidades climáticas, além de prever problemas no plantio.

Dessa forma, consegue direcionar o trabalho das máquinas agrícolas mais rapidamente e com eficiência, aplicando estratégias precisas e aumentando sua produtividade. Isso tudo ajuda na condução de uma agricultura sustentável.

Esse manejo cuidadoso e bem embasado auxilia no combate a pragas e doenças. Por isso, reduz o uso de defensivos e insumos e a necessidade de abrir novas áreas para agricultura.

Fácil acesso a imagens de satélite

As tecnologias de geoprocessamento, geralmente, são de fácil acesso e oferecem imagens de satélite em tempo real. Além disso, conforme vai fazendo novas análises, o produtor cria uma sequência de dados históricos muito importante, como mapas de produtividade e colheita.

Assim, ele tem mais embasamento para tomar decisões sobre o manejo da propriedade.

Identificação otimizada de tendências de cultivo

É possível ao produtor compreender as tendências de cultivo e produtividade por talhão, com base no geoprocessamento. Ele também consegue identificar manchas de solo e plantio mais facilmente, além de outros problemas capazes de prejudicar a rentabilidade da safra.

Com base nos pontos levantados neste post, ficam claros os benefícios do geoprocessamento e da tecnologia na agricultura para aumento da produtividade. A união desse recurso com ferramentas da agricultura de precisão permite ao produtor tratar e avaliar dados importantes sobre sua propriedade, melhorando sua margem de lucro e fortalecendo o Brasil diante do mercado agrícola global.

Quer saber mais sobre agricultura de precisão e maquinário de ponta, para alinhar ao uso do geoprocessamento na sua propriedade? Conheça a linha de produtos da Jacto!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.