Acheter generique lexapro escitalopram des prix avantageux dans une pharmacie en ligne sans ordonnance Acheter celexa citalopram livraison gratuite d une pharmacie en ligne fiable Acheter Atarax (Hydroxyzine) de France M├ędicaments en ligne Acheter Cialis Professional 100 mg ED Pharmacy en ligne Acheter Cialis Super Active 20 mg en ligne

defensivos agrícolas

Defensivos agrícolas: o que são, tipos e como usá-los?

Os defensivos agrícolas são produtos que estão presentes no dia a dia dos produtores rurais. A sua principal função é proteger as plantações contra pragas e doenças. O assunto gera muitas discussões, especialmente, com relação à eficácia e aos eventuais prejuízos que possam causar às plantas e à saúde das pessoas.

Neste artigo, você vai acessar um panorama geral sobre o tema. Vamos explicar o que são os defensivos agrícolas, a importância para a agricultura, os diferentes tipos e como é feita a classificação toxicológica. Além disso, vamos trazer algumas dicas de como escolher o produto e como aplicar com segurança na sua plantação.

Quer saber mais sobre defensivos agrícolas? Continue a leitura e descubra!

O que são defensivos agrícolas?

Defensivos agrícolas são produtos utilizados no controle de doenças e pragas nocivas ao homem, plantações e criações de animais. Esses compostos podem ter origem biológica, física ou química.

Na legislação brasileira, o termo utilizado para se referir a esses produtos é “agrotóxico”. Outros sinônimos de defensivos agrícolas frequentemente utilizados incluem pesticidas, praguicidas e produtos fitossanitários. Além dos produtos indicados para o controle de pragas, são considerados defensivos agrícolas aqueles que atuam na regulação do crescimento das plantas.

Qual é a importância dos defensivos agrícolas na agricultura?

Como você viu, os defensivos agrícolas têm como principal função a de atuar no controle de pragas e doenças que atrapalham o desenvolvimento de plantas e podem causar prejuízos para produção agrícola. Hoje, esses produtos são considerados essenciais para garantir o planejamento da safra.

Além disso, são importantes para garantir a produtividade e o abastecimento adequado das necessidades de consumo e entrega de produtos com qualidade. Os defensivos contribuem para o desenvolvimento de produtos de qualidade e que atendam às necessidades da população.

A demanda por alimentos e matéria-prima precisa ser suprida de forma adequada, e a produtividade garantida pelos defensivos agrícolas ajuda a atender a essa necessidade.

Quais os diferentes tipos de defensivos agrícolas?

Existem diversos tipos de defensivos agrícolas que atuam combatendo a ação de insetos, fungos, ácaros, bactérias, plantas daninhas, entre outros. A seguir, você verá informações sobre cada um deles.

Acaricidas

Produto indicado para combater ácaros que se alimentam de plantas, destroem lavouras e introduzem doenças.

Bactericidas

Defensivo agrícola que tem a função de combater bactérias. O produto impede que os microrganismos atuem em plantações causando danos à produção.

Fungicidas

Como nome sugere, os fungicidas são produtos que controlam a ação de fungos em plantações. Eles são defensivos amplamente utilizados, em razão da demanda em todo território brasileiro. As condições climáticas favorecem o surgimento de fungos, por isso a necessidade de utilização para manutenção das produções.

Herbicidas

Os herbicidas têm a função de controlar as plantas daninhas e são largamente utilizados no manejo em plantações.

Inseticidas

Os defensivos da categoria de inseticidas atuam prevenindo e controlando os insetos. Os danos causados por bichos que atacam as plantações pode vir a inviabilizar uma safra. Por isso, a utilização desse defensivo agrícola contribui para que a planta alcance a sua fase de colheita de forma saudável.

Como se dá a classificação toxicológica dos defensivos agrícolas? 

A utilização desses produtos varia de acordo com o tipo de praga e ou estágio da doença a ser combatido. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) classifica os defensivos agrícolas de acordo com o nível de risco para o meio ambiente. Geralmente, essa informação está associada ao percentual de dano que a praga ou doença está causando na plantação.

São quatro classificações toxicológicas: extremamente tóxico, altamente tóxico, medianamente tóxico e pouco tóxico. Conheça a classificação ambiental associada a cada uma delas:

  • Classe I — extremamente tóxico: altamente perigoso ao meio ambiente;
  • Classe II — altamente tóxico: muito perigoso ao meio ambiente;
  • Classe III — medianamente tóxico: perigoso ao meio ambiente;
  • Classe IV — pouco tóxico: pouco perigoso ao meio ambiente.

Como escolher o melhor produto?

Para escolher o defensivo agrícola certo, você precisa conhecer as necessidades da sua produção. A partir daí, dê preferência para produtos que atendam às suas necessidades e que tenham eficiência comprovada.

Outro cuidado fundamental que deve ser adotado na compra do defensivo é a regulamentação sobre o produto. Ele deve, obrigatoriamente, ser registrado no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Como aplicar os defensivos agrícolas na propriedade?

Depois de escolher o produto adequado às suas necessidades, o passo seguinte é a aplicação do defensivo agrícola. Esse tema é de igual importância, pois a aplicação correta garante melhores resultados.

A seguir, listamos algumas dicas e cuidados que precisam ser tomados durante a aplicação. Confira!

Segurança na aplicação

A aplicação dos defensivos deve ser feita seguindo as normas de segurança e utilização de equipamentos de proteção individual como viseira, respirador, jaleco, avental, touca árabe, luva e calça.

Segurança de alimentos

Siga as recomendações do engenheiro agrônomo com relação às dosagens e aos prazos que precisam ser seguidos entre aplicação e consumo.

Planejamento

O planejamento da pulverização deve ser feito iniciando pela pesquisa e identificação das pragas e doenças que estão presentes na lavoura. Após, deve ser escolhido o defensivo correto que atua no combate ao problema, seguido da aplicação com base nas orientações do engenheiro agrônomo e normas de segurança na aplicação. O planejamento precisa ser refeito a cada nova safra.

Pulverização do defensivo agrícola

A pulverização é outra etapa que merece atenção e cuidados especiais. É necessário ter atenção a alguns detalhes na regulagem do pulverizador. Regule e faça a calibragem do aplicador, certificando-se de que ele segue as especificações indicadas pelo fabricante ou fornecedor do produto.

Condições meteorológicas

Antes de fazer a aplicação, você deve conhecer as condições meteorológicas. A aplicação em um momento inadequado quanto ao clima pode trazer perdas por evaporação ou deriva do produto. Avalie umidade do ar, a temperatura e a velocidade do vento.

Como você viu, os defensivos agrícolas são imprescindíveis para a manutenção da saúde e da qualidade das plantas. Adotando boas práticas de cuidado e segurança, é possível obter excelentes resultados e melhorar o cultivo no seu negócio.

Gostou de saber sobre o tema? Aproveite para conferir mais sobre como garantir a eficácia dos defensivos agrícolas na sua lavoura.

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.