Acheter generique lexapro escitalopram des prix avantageux dans une pharmacie en ligne sans ordonnance Acheter celexa citalopram livraison gratuite d une pharmacie en ligne fiable Acheter Atarax (Hydroxyzine) de France M├ędicaments en ligne Acheter Cialis Professional 100 mg ED Pharmacy en ligne Acheter Cialis Super Active 20 mg en ligne

tanque pulverizador: tanque pulverizador em um campo

Tanque do pulverizador: 7 cuidados que você não pode ignorar

Para uma utilização segura e eficiente, os pulverizadores devem ser devidamente cuidados e estar com a manutenção sempre em dia. Desprezar essas obrigações diminui a produtividade da aplicação dos defensivos e pode comprometer a segurança dos operadores.

É fundamental destacar que vazamentos, desgastes e regulagens impróprias no tanque pulverizador podem resultar no desperdício de defensivos, elevando os custos da operação e trazendo consequências indesejáveis para o operador e para o meio ambiente. Assim, a prevenção torna-se essencial.

Com o intuito de promover a segurança da equipe, ampliar a longevidade do equipamento e preservar a eficácia do trabalho na lavoura, apresentamos neste post sete importantes medidas de cuidado com o tanque pulverizador. Fique por dentro destes tópicos e descubra o que fazer!

Qual a função do tanque pulverizador?

Os pulverizadores desempenham um papel vital no que diz respeito à distribuição de líquidos em partículas extremamente minúsculas sobre as culturas. Além de permitirem uma melhor absorção dos defensivos, esses equipamentos também são usados para a aplicação de fertilizantes — como os fertilizantes minerais.

O objetivo principal dos pulverizadores é garantir que todos os produtos sejam aplicados em quantidades e medidas adequadas nos lugares apropriados.

Qual a importância do tanque pulverizador?

Gerenciar a produção agrícola com eficiência e obter colheitas saudáveis e produtivas são ações que dependem de um cuidado adequado desde o início da plantação. Assim, é essencial aplicar defensivos agrícolas de forma apropriada. Para tal, contar com um pulverizador é vantajoso, pois possibilita que o produto seja distribuído de forma uniforme e contribui para um maior controle de pragas e doenças, além de facilitar e agilizar o processo.

Como usar o tanque pulverizador de forma correta?

Para garantir a eficácia das aplicações de defensivos agrícolas e evitar problemas de contaminação e desperdício, fazer a correta utilização do equipamento é indispensável. Nesse sentido, confira abaixo 7 cuidados que você não pode ignorar ao utilizar um tanque pulverizador.

1. Providencie uma manutenção preventiva antes do início do ano agrícola

Essa checagem é uma etapa crítica para garantir que o tanque pulverizador esteja em perfeitas condições de funcionamento antes do início das atividades na lavoura. Ela visa evitar problemas mecânicos durante o uso do equipamento e maximizar a eficiência das aplicações de defensivos agrícolas, contribuindo para a segurança do operador e proteção do meio ambiente.

É recomendado que essa manutenção seja realizada por um profissional qualificado ou por uma assistência técnica autorizada, para assegurar que todas as etapas sejam realizadas corretamente e em conformidade com as especificações do fabricante.

Durante a manutenção preventiva, há pontos importantes a serem considerados. Acompanhe abaixo.

Limpeza e higienização

Inicie o processo de manutenção limpando cuidadosamente o tanque do pulverizador, mangueiras, filtros e bicos. Remova quaisquer resíduos de defensivos ou produtos químicos que possam ter ficado no sistema após a última aplicação. A higienização é fundamental para evitar contaminação cruzada entre diferentes produtos e garantir a eficácia das aplicações.

Inspeção visual

Realize uma inspeção visual minuciosa de todas as partes do pulverizador. Verifique se há danos, corrosão, rachaduras ou vazamentos no tanque, nas mangueiras e nas conexões. Substitua qualquer componente danificado para evitar problemas durante a pulverização.

Verificação das bombas e filtros

Assegure-se de que as bombas estejam funcionando corretamente e verifique a pressão do sistema. Substitua os filtros de acordo com as recomendações do fabricante ou se estiverem obstruídos. Isso evita o entupimento dos bicos de pulverização e garante uma distribuição uniforme dos defensivos.

Regulagem dos bicos

Observe se os bicos de pulverização estão em boas condições e se não estão desgastados ou entupidos. Faça a regulagem adequada dos bicos para a taxa de aplicação desejada, a pressão e a largura da faixa de pulverização. Isso é fundamental para obter uma distribuição homogênea dos defensivos na lavoura.

Sistema de segurança

Verifique se todas as proteções de segurança do tanque estão funcionando adequadamente. Isso inclui dispositivos de proteção para evitar acidentes, como escudos ao redor dos bicos de pulverização, e sistemas de emergência, como corta-corrente, para garantir que o maquinário possa ser desligado rapidamente em caso de necessidade.

Calibração do equipamento

Realize a calibração do tanque pulverizador para garantir que a taxa de aplicação esteja correta. A calibração é fundamental para evitar sub ou superdosagem dos defensivos, o que pode levar a problemas de eficácia e fitotoxicidade nas plantas.

2. Nunca remova as proteções de segurança do equipamento

Esses itens são componentes essenciais dos tanques pulverizadores, projetados para garantir a segurança do operador, prevenir acidentes e minimizar riscos durante as o trabalho. Removê-los ou desativá-los é uma prática perigosa e proibida, pois pode levar a consequências graves para o operador, para o meio ambiente e para as culturas.

Confira a seguir informações essenciais sobre as proteções de segurança.

Escudos protetores ao redor dos bicos de pulverização

Os escudos protetores instalados em volta dos bicos de pulverização são projetados para evitar que os defensivos atinjam diretamente o operador durante as aplicações. Esses escudos reduzem o risco de exposição a produtos químicos e minimizam a probabilidade de contaminação do aplicador.

Dispositivos de emergência e corta-corrente

Os tanques pulverizadores estão equipados com dispositivos de emergência e corta-corrente que permitem ao operador desligar rapidamente o equipamento em caso de necessidade. Esses sistemas são fundamentais em situações de emergência, como acidentes ou falhas no funcionamento do equipamento.

Indicadores e placas de advertência

Há placas de advertência nos equipamentos e alertas sobre os riscos associados ao seu uso. Os tanques também apresentam dados importantes, como pressão máxima de trabalho e capacidades. É essencial respeitar essas informações e seguir as orientações do fabricante.

3. Faça a regulagem correta da máquina

Esse ajuste é essencial para garantir a eficiência das aplicações de defensivos agrícolas. A regulagem adequada garante uma distribuição uniforme dos defensivos sobre a cultura, evitando sub ou superdosagens que podem comprometer a eficácia dos produtos e causar problemas fitotóxicos nas plantas.

Veja alguns aspectos relevantes para levar em conta ao realizar a regulagem correta do tanque pulverizador.

Altura de aplicação

A altura de aplicação do pulverizador está relacionada à distância entre os bicos de pulverização e o alvo (cultura). A regulagem da altura é importante para que os defensivos atinjam as folhas e as partes aéreas das plantas de maneira uniforme. Alturas inadequadas podem resultar em perdas de produto por deriva ou deposição insuficiente nos alvos.

Pressão dos bicos

É importante ajustar a pressão de acordo com o tipo de bico utilizado e a taxa de aplicação desejada, pois essa pressão afeta diretamente o tamanho das gotas e o alcance da pulverização. Pressões muito altas podem gerar gotas muito pequenas, aumentando o risco de deriva, enquanto pressões muito baixas podem causar deposições inadequadas nos alvos.

Velocidade de deslocamento

A velocidade com que o pulverizador se desloca sobre a área de aplicação também influencia a distribuição dos defensivos. Uma velocidade inadequada pode resultar em aplicações desuniformes, com sobreposições ou falhas na cobertura das plantas.

4. Realize limpezas regulares do tanque do pulverizador

Essa prática é essencial para evitar problemas de contaminação cruzada entre diferentes produtos químicos, assegurar a eficácia das aplicações e prolongar a vida útil do equipamento. A falta de limpezas adequadas pode levar à mistura indesejada de defensivos, comprometendo a ação dos produtos e causando prejuízos às culturas. A seguir, destacamos pontos importantes sobre a limpeza do tanque do pulverizador.

Limpeza após cada aplicação

É fundamental realizar uma limpeza minuciosa do tanque do pulverizador, e de todas as partes que tiveram contato com os defensivos, após cada aplicação. Isso evita que resíduos de produtos químicos se acumulem no equipamento e causem contaminação na próxima atividade.

Descarte correto de sobras de calda

Não despeje as sobras de calda de pulverização no solo ou em corpos d’água. O descarte inadequado pode causar poluição ambiental e afetar negativamente a fauna e a flora local. Procure por pontos de coleta apropriados ou sistemas de tratamento de resíduos.

Utilização de produtos de limpeza apropriados

Faça uso de produtos adequados para a lavagem do tanque, como detergentes específicos para limpeza de pulverizadores. Evite utilizar substâncias que possam reagir com os defensivos remanescentes e causar problemas de fitotoxicidade nas plantas.

5. Siga o receituário agronômico na hora de misturar defensivos

Ao misturar defensivos no tanque, siga rigorosamente as recomendações do receituário agronômico. Evite combinações inadequadas, pois elas podem reduzir a eficácia dos produtos e causar problemas fitotóxicos às plantas.

6. Procure por vazamentos sempre que usar o equipamento

Embora geralmente sejam percebidos durante a manutenção preventiva, os vazamentos podem ocorrer depois, devido a uso inapropriado de algum objeto que passou despercebido, por exemplo. Por isso, antes de cada aplicação, verifique se não há escape de líquido no tanque, nas mangueiras e nas conexões do circuito de pulverização. Vazamentos podem resultar em desperdício de defensivos e contaminação do ambiente.

7. Acompanhe o desgaste dos bicos de pulverização

Os bicos de pulverização são peças fundamentais para a eficiência da aplicação. Monitore regularmente o desgaste dos bicos e substitua-os quando necessário para garantir uma distribuição uniforme dos defensivos no campo.

Como vimos neste conteúdo, o tanque pulverizador é uma ferramenta indispensável para a aplicação de defensivos agrícolas. Contudo, estar atento aos cuidados citados, como realização de manutenção preventiva, regulagens, limpezas e substituições de peças, é fundamental para obter os benefícios que ele oferece: uso seguro e eficiente, proteção da lavoura e do meio ambiente e otimização da produtividade agrícola.

Gostou do artigo? Aproveite a visita e conheça a Linha de Equipamentos da Jacto!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

6 Comentários

  1. Faço uso do pulverizador costal manual em cultura de café, usamos os mesmo pulverizadores para herbicidas e posteriormente para aplicação de adubos folear em cultivares abaixo de 1 ano.
    Não encontrei uma forma se tirar (eliminar) o resíduo do herbicida para fazer com segurança o uso dos foleares
    Qual a dica de vcs os fabricantes?.

    1. Moreira,
      Após o uso dos pulverizadores costais, sempre recomendamos realizar a limpeza. No caso de trocar o produto, principalmente de um herbicida para adubo foliar, por exemplo, é necessário realizar a tríplice lavagem. A tríplice lavagem é feita a partir de água e a mistura com detergentes, como Detergente Desengraxante, ou outros produtos recomendados e fornecidos por diferentes fabricantes. Desmontar o pulverizador, removendo o gatilho, molas, agulhas, filtros e ponta, colocando-os em um balde com água. Limpar também o tanque pulverizador, as alças e a tampa, com esponjas, escovas, panos apropriados e um bom detergente desengraxante. Recomendamos colocar, por exemplo, 5 litros de água, e pulverizar estes 5 litros até o final, limpando todo o circuito hidráulico. Repetir isso por no mínimo três vezes. Assim, o seu equipamento estará limpo e pronto para ser utilizado!
      Qualquer dúvida, estamos a disposição.
      Abraço!

  2. Boa noite estou com uma dúvida para regular a calda do jacto Columbia 800 litros

    1. Davi, bom dia.
      Temos um artigo sobre calibração, segue o link: https://blog.jacto.com.br/conheca-as-melhores-praticas-no-uso-de-pulverizadores-agricolas/
      Caso preferir, entre em contato conosco através do 0800 15 18 11, o nosso atendimento é de Segunda a Sexta-feira das 07h15 às 11h30 e das 13h00 às 17h18.
      Até mais.

  3. Posso guardar o resto da solução glifosato no pulverizador costal?

    1. Olá Romao, como vai? Você pode dar uma olhadinha sobre a descontaminação de tanques de pulverizadores no link: https://bit.ly/3sXDSIR.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.