Energia sustentável: saiba a importância de adotar na sua lavoura!
energia sustentável

Energia sustentável: confira opções sustentáveis para o campo

Em tempos de redução de custos e aproveitamento máximo dos recursos, o uso da energia sustentável se torna uma prerrogativa essencial. Seja para agricultores familiares, seja para produções maiores e em larga escala, a adoção dessas práticas ajuda a manter a estabilidade do campo e proteger o meio ambiente.

Existem diferentes iniciativas passíveis de utilização. A escolha por elas depende de analisar os recursos já disponíveis na região e compreender os investimentos a serem realizados e o custo-benefício obtido.

Neste artigo, vamos entender melhor esse cenário, a importância de adotar a sustentabilidade na sua lavoura e quais vantagens são conquistadas com essa prática. Acompanhe!

A importância de incorporar a energia sustentável em propriedades rurais

As energias sustentáveis já são utilizadas em diferentes áreas de negócios. No setor agrícola, os benefícios atingem produtores, meio ambiente e sociedade. Isso acontece porque as necessidades atuais são atendidas sem haver comprometimento das capacidades futuras.

Esse conceito visa manter um ciclo equilibrado de produção e consumo. Na prática, isso significa que o gasto é reposto na mesma velocidade. Dentro dessa abordagem estão as energias renováveis. Elas são aquelas passíveis de renovação, como é o caso da energia solar e hidrelétrica.

Quando esses recursos são utilizados de maneira equilibrada, as energias renováveis também se tornam sustentáveis. No campo, isso acontece pela combinação de tecnologias, que evitam a falta de fonte de energia para a produção e o consumo.

Essa prática é especialmente importante para regiões do interior do país, em que o fornecimento de energia deixa de ter a estabilidade encontrada nas cidades. Nesses casos, um temporal ou outra intempérie climática é capaz de causar a perda da produção.

Os benefícios para o produtor rural e para quem consome produtos e serviços

As energias sustentáveis trazem vários benefícios aos produtores rurais, especialmente se forem renováveis. Há melhorias na produção e na produtividade, além de agregação de valor ao cultivo. Além disso, há vantagens para a qualidade de vida das famílias que moram no campo e redução de custos. Conheça outros benefícios abaixo!

Aumento da autonomia do produtor

O uso de energias sustentáveis e renováveis deixa o produtor livre da dependência de outras fontes. Essa característica é importante quando a região tem uma estrutura precária do sistema elétrico. Assim, a energia é garantida em todas as situações. Por exemplo: a instalação de painéis fotovoltaicos garante o armazenamento por bateria e até a venda dos créditos derivados dos excedentes. Com isso, há segurança em ocasiões de falta de luz.

Fortalecimento da agricultura de precisão

A redução de custos obtida permite fazer investimentos em tecnologia, com o objetivo de aumentar a produção e realizar um trabalho mais preciso no campo. Desse modo, há maior monitoramento de dados e a automação da comunicação na propriedade — situações que levam à tomada de decisões mais acertadas, devido às informações disponíveis.

Redução de custos

O uso da energia solar diminui os gastos com eletricidade em até 90%. Um exemplo disso é com a irrigação, atividade necessária em boa parte das lavouras para garantir o crescimento adequado das plantas. Com essa economia, é possível fazer mais investimentos e tornar a propriedade rural mais competitiva.

5 opções de energia sustentável

Compreender a importância de adotar fontes alternativas de energia é uma forma de entender de que maneira elas podem ser aplicadas. Porém, quais são as opções existentes? Listamos as 5 principais em seguida. Confira!

1. Micro e minicentrais hidrelétricas

Produzem a eletricidade necessária para a lavoura pela conversão de água em energia. O processo é renovável e não emite gases poluentes. Entre as vantagens desses equipamentos estão o fornecimento de luz elétrica e a coleta de água potável para repasse aos moradores.

2. Biomassa

É uma fonte renovável que utiliza matéria orgânica de origem animal ou vegetal e os subprodutos resultantes da sua transformação. Aqui estão incluídos resíduos florestais, agrícolas lenhosos e herbáceos, entre outros. Possibilita aplicações em usinas que queimam a biomassa em caldeira e naquelas que geram etanol de segunda geração.

3. Biogás

É resultado da queima ou conversão da biomassa. Qualquer material orgânico pode ser utilizado, inclusive o esterco. Para isso, basta fazer um pré-tratamento e utilizar biodigestores para fermentação dos resíduos e transformação em biogás. Em seguida, o adubo passa por refino para se tornar energia. Em uma granja, a redução ficou entre 30% a 35% por mês.

4. Biocombustíveis

São produzidos a partir de biomassa animal ou vegetal. Os principais exemplos são o álcool etílico, o etanol e o biodiesel. Substituem o diesel de petróleo e oferecem menor poluição com sua queima e seu processamento. Além disso, são renováveis por terem origem natural ou biológica.

5. Energias solar fotovoltaica e eólica

A energia solar é importante para o meio rural, porque pode ser a única fonte de energia disponível em regiões mais interioranas. Devido aos seus benefícios, a expectativa é que a capacidade instalada dessa fonte cresça 44% em 2019 no Brasil. A ampliação também faz o valor dos painéis fotovoltaicos diminuir e se tornar mais acessível, até mesmo para pequenas propriedades.

Por sua vez, a energia eólica usa os ventos para produzir eletricidade por meio de turbinas específicas. É uma alternativa bastante válida em regiões de ventos constantes. Os estados mais favoráveis são o Ceará e o Rio Grande do Sul, mas há potencial para outros locais.

Muitas vezes, são combinados aos painéis fotovoltaicos para maximizar a produção. Por conta das suas possibilidades, a energia eólica deve ser a segunda principal fonte em 2019, porque crescem em ritmo superior a 20% ao ano.

Você pode escolher qualquer fonte de energia sustentável. Basta verificar as opções disponíveis na sua propriedade e o que fica mais fácil. De qualquer maneira, os benefícios são os mesmos, isto é, mais tranquilidade, autonomia e redução de custos para a sua lavoura. Com isso, as chances de ter uma produção otimizada é maior.

E você, pensa em adotar algum tipo de energia sustentável na sua lavoura? Aproveite e compartilhe este artigo nas suas redes sociais para mostrar a importância dessa prática para outros produtores rurais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This