Acheter generique lexapro escitalopram des prix avantageux dans une pharmacie en ligne sans ordonnance Acheter celexa citalopram livraison gratuite d une pharmacie en ligne fiable Acheter Atarax (Hydroxyzine) de France M├ędicaments en ligne Acheter Cialis Professional 100 mg ED Pharmacy en ligne Acheter Cialis Super Active 20 mg en ligne

Qual é a importância dos dados obtidos pelo sensoriamento remoto?

O sensoriamento remoto é uma das inovações tecnológicas que trazem grandes benefícios para o produtor. Capaz de avaliar muito além da estimativa da área plantada, ele pode proporcionar melhor previsibilidade sobre o rendimento da cultura.

Além disso, é possível observar a propriedade em sua totalidade em um curto período, detectar detalhes sutis, alcançar áreas de difícil acesso, identificar falhas na distribuição das plantas, perdas em parcelas específicas e avaliar o estado das práticas de manejo.

Para falar sobre esse tema em alta, preparamos este artigo que abordará qual é a importância dos dados obtidos pelo sensoriamento remoto, as aplicações e os principais tipos utilizados no campo. Acompanhe.

O que é sensoriamento remoto?

O sensoriamento remoto refere-se a um conjunto de técnicas que possibilitam a obtenção de informações sobre os objetos presentes na superfície terrestre, sem a necessidade de contato direto com eles. 

Essas técnicas envolvem a detecção, a aquisição e a análise da energia eletromagnética emitida ou refletida pelos objetos terrestres, capturada por meio de sensores remotos.

A natureza e a características da energia eletromagnética refletida e emitida pelos objetos terrestres são influenciadas pela sua interação com esse tipo de energia.

Essas interações são governadas pelas propriedades físico-químicas e biológicas dos objetos, podendo ser observadas tanto em imagens quanto em dados obtidos por meio de sensores remotos.

Quando surgiu o sensoriamento remoto?

O conceito de sensoriamento remoto surgiu na literatura científica em 1960. Desde então, essa área tem incorporado tecnologias e conhecimentos complexos oriundos de diversos campos, que vão desde a física até a botânica, assim como da engenharia eletrônica à cartografia.

O desenvolvimento dessa área é resultado da intersecção de dois grandes campos de pesquisa, que são:

  • aerofotogrametria: área que está relacionada com a medição precisa de elementos fotográficos e com a utilização de técnicas matemáticas para extrair dados úteis, como a criação de mapas topográficos, modelos digitais de elevação, ortofotos, entre outros;
  • fotointerpretação: é o processo de análise e interpretação de fotografias aéreas ou imagens de sensoriamento remoto para extrair informações sobre a superfície terrestre.

Além disso, seu avanço é fortemente impulsionado pela pesquisa espacial e pelas inovações tecnológicas associadas, como o desenvolvimento de sensores mais sensíveis, a ampliação das regiões espectrais captadas, os aprimoramentos nos métodos radiométricos, entre outros.

Como funciona o sensoriamento remoto?

O sensoriamento remoto opera com base em três componentes fundamentais: o objeto ou área sob observação, a radiação eletromagnética (REM) e um sensor que registra a intensidade da radiação.

Na obtenção de dados, o satélite utiliza a radiação solar refletida pela superfície terrestre, a qual é detectada pelo sensor remoto.

Quando as ondas eletromagnéticas interagem com o objeto em análise, cada superfície reage de modo distinto, o que tem um impacto direto na qualidade da imagem obtida.

Superfícies e elementos mais claros refletem uma quantidade maior de energia, ao passo que cores mais escuras, como o preto, refletem menos energia. 

Assim, o contexto ambiental e a região onde o objeto de interesse está localizado desempenham um papel crucial na qualidade da imagem adquirida.

Quais são os tipos de sensoriamento remoto?

Os principais tipos de sensoriamento remoto que podemos destacar são os passivos e os ativos. Entenda-os com mais detalhes logo abaixo.

Sensores passivos

Esses modelos operam com base na luz refletida, ou seja, reagem a estímulos externos para desempenhar sua função. Assim que a radiação solar refletida e a radiação térmica são detectadas, o processo de formação da imagem é iniciado.

Um exemplo proeminente do uso de sensores passivos é o Landsat, que emprega predominantemente o sistema “scanner”. Esses sensores geram imagens multiespectrais, possibilitando uma ampla gama de interpretações e aplicações diversas para uma agricultura de precisão mais eficiente.

Sensores ativos

Quando um sensor tem a capacidade de emitir energia artificial para monitorar uma área específica na superfície terrestre, ele é classificado como ativo. 

Essa funcionalidade é viabilizada por satélites de radiação eletromagnética que emitem comprimentos de onda longos, permitindo o monitoramento independentemente da luz solar.

Um exemplo de sensor ativo é o radar, que possibilita a detecção e o monitoramento de mudanças na superfície terrestre utilizando imagens de sistemas de altimetria. Ele oferece diversas vantagens, incluindo a capacidade de monitoramento contínuo, tanto durante o dia quanto à noite.

Qual é a importância dos dados obtidos pelo sensoriamento remoto?

A tecnologia de sensoriamento remoto apresenta um vasto potencial quando aplicada ao setor agrícola. Por meio dela, é possível obter uma variedade de informações, tais como:

  • estimativa da área plantada: utilizando imagens, é viável estimar a extensão total da plantação, possibilitando o controle e o acompanhamento do crescimento da área plantada;
  • levantamento do número de plantas em uma determinada área: com base em imagens e algoritmos modernos, é possível determinar a quantidade de plantas presentes, identificar áreas com menor densidade e otimizar a plantação;
  • monitoramento da saúde das culturas: as diferentes colorações das plantas nas imagens permitem identificar aquelas que não estão se desenvolvendo adequadamente, bem como as com deficiências de água e nutrientes específicos
  • detecção de pragas e gargalos no processo produtivo: assim como no monitoramento da saúde das plantas, as variações de cor nas imagens podem indicar a presença de pragas e áreas de baixa produtividade, possibilitando a prevenção de quedas significativas na produção.

Inclusive, essa tecnologia se prova como uma alternativa eficiente para avaliar a saúde das plantações. Pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa, Embrapa e Universidade do Nebraska, Lincoln (EUA), utilizaram informações provenientes do sensor multiespectral MSI, que está integrado à constelação de satélites Sentinel-2. 

Esses dados foram combinados com algoritmos de aprendizado de máquina para estimar a evapotranspiração em lavouras de cana-de-açúcar irrigadas por pivô central na região norte de Minas Gerais. 

Os algoritmos desenvolvidos demonstraram uma capacidade notável na previsão da evapotranspiração da cultura e na identificação de questões como o estresse hídrico, tornando essa tecnologia uma ferramenta valiosa para a gestão agrícola moderna.

Quais são as tecnologias utilizadas no sensoriamento remoto?

Confira as tendências tecnológicas que são empregadas para um sensoriamento remoto eficaz.

Drones

Também conhecidos como VANTs (Veículos Aéreos Não Tripulados), os drones são amplamente utilizados no sensoriamento remoto em uma variedade de aplicações. Elas incluem o cadastro de propriedades, a segurança, o monitoramento de obras, a agricultura de precisão, a mineração, o monitoramento ambiental, entre outras.

Esses dispositivos possibilitam a obtenção de imagens com altíssima resolução, chegando a até 2 centímetros por pixel, permitindo análises detalhadas em diversos contextos. 

Além disso, sua capacidade de operação automática e rápida supera desafios relacionados à acessibilidade de áreas de difícil alcance.

Lidar

O sistema Lidar (Light Detection And Ranging), que utiliza laser pulsado para medir distâncias, representa um método avançado de sensoriamento remoto. Essa tecnologia possibilita a obtenção de informações tridimensionais com alta precisão sobre a superfície terrestre, resultando na criação de modelos digitais extremamente detalhados.

Além disso, o Lidar permite a geração de mapas de alta resolução para diversas áreas de aplicação, incluindo mineração, topografia, silvicultura, agricultura, entre outras.

A implementação do Lidar é de grande importância para o levantamento e o mapeamento de diversas infraestruturas e recursos naturais. Isso se deve à sua capacidade de fornecer dados precisos em um curto período de tempo, diferenciando-se positivamente de outros sistemas de sensoriamento.

Softwares para gestão de ortomosaico

O ortomosaico, também conhecido como mosaico de ortofotos, representa um produto cartográfico essencial no mapeamento aéreo utilizando drones. Trata-se de um mapa digital produzido por meio da técnica de fotogrametria.

A disponibilidade generalizada de softwares para a geração de ortomosaicos, como o Agisoft Photoscan e o Pix4D, oferece diversas vantagens, incluindo a capacidade de realizar medições diretas de distâncias, áreas e ângulos.

Além disso, esses softwares proporcionam uma maior eficiência no processo de elaboração, em comparação com o método tradicional de cartografia topográfica, oferecendo uma visualização clara e de alta qualidade espacial dos objetos presentes na área mapeada. 

Este foi o nosso artigo em que explicamos qual é a importância dos dados obtidos pelo sensoriamento remoto. Como vimos, essa é uma ferramenta poderosa que ajuda o agricultor a compreender aspectos cruciais de suas plantações, a saúde do solo e os eventos que ocorrem na região cultivada de maneira mais rápida e otimizada.

Deseja implementar inovações tecnológicas para impulsionar a produtividade no campo? Então, conheça as soluções da Jacto Next, linha de agricultura digital da Jacto!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.