Acheter generique lexapro escitalopram des prix avantageux dans une pharmacie en ligne sans ordonnance Acheter celexa citalopram livraison gratuite d une pharmacie en ligne fiable Acheter Atarax (Hydroxyzine) de France M├ędicaments en ligne Acheter Cialis Professional 100 mg ED Pharmacy en ligne Acheter Cialis Super Active 20 mg en ligne

agricultura regenerativa

Agricultura regenerativa: conceito e técnicas utilizadas em 2022

Assim como a natureza, a agricultura se reinventa para respeitar o meio ambiente e para garantir alimentos de qualidade para os consumidores e bons negócios para os produtores. Nesse sentido, novas práticas são desenvolvidas no dia a dia no campo.

Uma delas é a agricultura regenerativa, que é essencial para proteger a saúde do solo e mantê-lo sempre fértil. Para apresentar o conceito com mais detalhes, a sua origem e o seu impacto direto no meio ambiente, preparamos este post. Continue a leitura!

O que é a agricultura regenerativa e como funciona?

O termo foi criado pelo americano Robert Rodale. Ele se baseou em teorias ecológicas para analisar os processos de regeneração no solo, estudando práticas agrícolas ao longo do tempo. O conceito tem forte ênfase na possibilidade de continuar produzindo e gerando frutos durante a recuperação.

A proposta desse modelo de agricultura tem como objetivos a preservação da vida útil dos terrenos e a manutenção de todo o sistema de produção agrícola, o que envolve as comunidades rurais e os clientes dos produtos desenvolvidos. Essa regeneração deve levar em consideração, além do lucro e do crescimento econômico, as questões ecológicas, de preservação do meio ambiente e de sustentabilidade no campo.

As diferenças em relação a outros conceitos

Para você entender bem a ideia, é importante diferenciá-la de outros termos que são usados costumeiramente. Um deles é a agricultura orgânica. Ela utiliza insumos orgânicos, conhecidos como bioinsumos, e costuma operar em um sistema de monocultura.

No entanto, a agricultura orgânica acaba gastando muitos recursos naturais e energia e emite carbono de maneira exagerada. Enquanto ela se concentra na sustentabilidade, os modelos regenerativo e agroflorestal focam a regeneração do solo.

Por falar nela, a aglofloresta é uma prática agrícola que visa à produção de alimentos em harmonia com a preservação das florestas. Isso é feito por meio da imitação de processos de um ecossistema florestal em prol dessa finalidade e de outras atividades.

A aglofloresta pode ser considerada uma das ramificações da agricultura regenerativa, que também engloba outros modelos, como agroecologia e agricultura sintrópica. O termo “regenerativo” serve para esclarecer o objetivo das diversas práticas sustentáveis: a conservação e a renovação do solo para combater as mudanças climáticas.

Qual é a sua origem?

Esse modelo de agricultura tem como base inicial a agricultura orgânica, que, por sua vez, apareceu na década de 1940. Isso porque, nessa época, práticas orgânicas já incluíam ações sustentáveis, como o uso reduzido e localizado de defensivos agrícolas, fertilizantes e herbicidas.

À medida que essa ideia de agricultura se firmava na sociedade, produtores começaram a dedicar áreas para o cultivo de culturas orgânicas. Quando eles começaram a reparar nos benefícios econômicos gerados pelo uso reduzido de produtos químicos, algumas práticas foram acrescidas para melhorar ainda mais o sistema.

A década de 1980 marcou um período difícil para os produtores dos Estados Unidos, uma vez que eles enfrentaram uma crise agrícola brutal gerada pela queda de desempenho fértil do solo. Para encarar o problema, eles reduziram o arar e passaram a usar culturas de cobertura para reabilitar o terreno.

Uma das novas práticas adotadas foi o plantio direto. Com o sucesso da prática, outros produtores seguiram o caminho e começaram a desenvolver alimentos orgânicos, o que elevou o volume de produtos disponíveis para os consumidores.

Quais são os princípios dessa prática?

Essa abordagem da agricultura se baseia em princípios orgânicos, junto a práticas que preservem o solo e a gestão da terra. Podemos listar alguns princípios:

  • rotação sustentável de culturas ou cultivo sucessivo de mais de uma espécie na mesma terra;
  • cobertura do cultivo ou do plantio durante todo o ano para que a terra não fique em pousio no período de entressafra. Isso ajuda a combater a erosão do solo;
  • cultivo mais conservador, com menos arar;
  • pastagem de gado, uma vez que isso estimula o crescimento natural das plantas;
  • redução progressiva da utilização de defensivos agrícolas e fertilizantes;
  • uso limitado de organismos geneticamente modificados para a promoção da biodiversidade;
  • bem-estar animal e adoção de práticas mais justas de trabalho para os ajudantes na fazenda.

Quais são os benefícios da agricultura regenerativa?

Como destacamos aqui, talvez o principal benefício seja o cuidado com o solo. Graças às práticas regenerativas, é possível recuperar terrenos empobrecidos e garantir o seu bom uso. Nesse cenário, são valorizados os micro-organismos presentes na terra, essenciais para a sua manutenção.

Nesse sentido, um dos mecanismos desse modelo abarca o desenvolvimento e o uso dos chamados biofertilizantes, que são preparados com recursos naturais. Eles são capazes de enriquecer o solo e beneficiar a cultura plantada com os micro-organismos que agem ali.

Os micro-organismos são responsáveis pela promoção de um ciclo de simbiose e ainda disponibilizam nutrientes que já estão no solo para as plantas. Além disso, em um modelo focado na regeneração, os biofertilizantes são desenvolvidos com práticas mais sustentáveis.

Para regenerar um solo que já está em más condições, os procedimentos adotados disponibilizam água, alimento e ar e tornam aquele terreno apto para o plantio. Em áreas erodidas, será preciso repor a quantidade adequada de nutrientes, o que também é uma prática comum na agricultura regenerativa.

Preservação do meio ambiente

Como veremos a seguir com mais detalhes, as práticas regenerativas são eficientes para o combate às mudanças climáticas e para o cultivo de alimentos cada vez mais saudáveis. Esse modelo de agricultura “sequestra” o dióxido de carbono da atmosfera.

De acordo com especialistas, a agricultura regenerativa tem o potencial de roubar esse dióxido de carbono da atmosfera e armazená-lo. Desse modo, ela não apenas interrompe o impacto negativo das más práticas agrícolas no meio ambiente, mas também reverte o processo que leva a essa degradação.

Qual é a relação entre a agricultura regenerativa e as mudanças climáticas?

A agricultura regenerativa é um sistema inteligente, que proporciona uma produção economicamente viável. Isso porque ela restaura a terra, mitiga as mudanças climáticas, preserva a biodiversidade e ainda eleva a segurança alimentar para uma população mundial que não para de crescer.

Até por esse crescimento, é urgente a adoção de práticas agrícolas que combatam as mudanças climáticas, a fim de garantir um agro sustentável. Desse modo, será possível reduzir o impacto das emissões globais de efeito estufa e o desmatamento.

Como o aquecimento global provoca uma volatilidade climática, isso afeta a produtividade das lavouras — o que também causa a elevação do preço das commodities agrícolas. A boa notícia é que é possível reverter essa tendência por meio da agricultura regenerativa, já que esse método ajuda a criar condições climáticas favoráveis para o trabalho no campo.

Na verdade, ocorre a melhora da produtividade agrícola em razão da elevação da diversidade das plantas de cobertura. A partir daí, elas formam uma cobertura de solo, além de uma biomassa que fertiliza a área, eleva a performance das agriculturas e pode ser utilizada para a alimentação animal.

Como vimos, a agricultura regenerativa tem o poder de proporcionar uma série de melhorias: do solo, das condições climáticas e da produtividade geral dos produtores. Tudo isso com lucros comparáveis aos métodos tradicionais, mas também com uma preocupação com a sustentabilidade.

Para conhecer outras atividades que têm tudo a ver com a preservação do meio ambiente, aproveite a visita ao nosso blog e leia o nosso post sobre 7 práticas sustentáveis para a agricultura!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.