sequestro de carbono

Veja 3 benefícios do sequestro de carbono na agricultura

O guia completo das melhores práticas de adubação

O carbono é fundamental para que haja vida em equilíbrio na Terra. No entanto, em grandes quantidades, ele se torna prejudicial, especialmente para a camada de ozônio. E esse problema afeta, sobretudo, o clima no planeta.

O que acontece é que os produtores rurais, bem como os gestores de diversos outros empreendimentos, podem fazer algo para reduzir os impactos causados pela emissão do gás e gerar outros benefícios. E é sobre isso que conversaremos, então, fique de olho e aproveite a leitura!

O que é sequestro de carbono?

O sequestro de carbono está entre as práticas sustentáveis na agricultura. De uma forma bem resumida, ele se refere ao processo de retirada do gás carbônico (CO₂) da atmosfera. O CO₂ é resultado de inúmeras atividades realizadas todos os dias, desde o deslocamento dos automóveis até a prática do plantio de culturas.

Na natureza, essa captação de CO₂ já ocorre por meio do crescimento de vegetais que realizam a fotossíntese, além da absorção do oceano e do solo. No entanto, diversas circunstâncias estão constantemente aumentando o nível de CO₂ na atmosfera, e por isso é preciso fazer mais para ajudar a frear o aquecimento global.

Isso é feito, hoje, por meio de tecnologias bastante específicas de captura e armazenamento de gás carbônico abaixo do solo. Processo esse que também demanda a manutenção desses estoques naturais.

Por que isso é importante?

Chegou a hora de entender quais são os benefícios de investir no sequestro de carbono. Veja só!

1. Aquecimento global

O aumento dos níveis de CO₂ na atmosfera provoca, sobretudo, o aquecimento global, uma das principais preocupações mundiais hoje. Portanto, investir na captação do gás é também uma maneira de frear o aquecimento global e amenizar as mudanças climáticas sofridas em decorrência dele.

2. Economia de baixo carbono

A preocupação com os problemas ambientais decorrentes de uma alta emissão de gás carbônico também estimula a adoção de práticas mais sustentáveis que, quando incorporadas em cadeia, fomentam uma economia de baixo carbono. Assim, as indústrias e consumidores têm a possibilidade de consumir insumos que são “limpos” desde a sua concepção, na terra.

3. Processos sustentáveis e de crescimento contínuo

Um fator importante a ser compreendido é que não existe a atividade agrícola sem recursos naturais e equilíbrio ambiental. O problema da terra negar frutos é uma possibilidade real e, ao mesmo tempo em que isso preocupa, é um indicativo de que fazer o sequestro de carbono é uma maneira de garantir processos mais sustentáveis.

Como fazer agricultura sustentável?

Existem muitas maneiras de investir no sequestro de carbono na atividade agrícola e, ao mesmo tempo, tornar a propriedade mais sustentável. Para tanto, é preciso estar disposto a aderir a políticas públicas como o Plano ABC, por exemplo, que estimula a prática de programas como:

  • a recuperação de pastagens degradadas;
  • o sistema de produção integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF);
  • o sistema plantio direto (SPD);
  • a fixação biológica de nitrogênio (FBN);
  • a incorporação das florestas plantadas;
  • o tratamento de dejetos animais; e
  • a adaptação à mudança do clima.

Como você viu até aqui, o sequestro de carbono não é apenas uma possibilidade. Em pouco tempo, ele vai se tornar algo imprescindível. Portanto, quanto antes você começar a incorporar algumas técnicas, mais cedo conseguirá aprimorá-las.

Se você gostou de saber mais sobre o sequestro de carbono na agricultura, que tal dividir este conteúdo com outras pessoas? Compartilhe este post!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.