produção de máquinas agrícolas no brasil

Como é a produção de máquinas agrícolas no Brasil? Confira aqui!

O guia completo das melhores práticas de adubação

O desempenho do agronegócio brasileiro não deixa margem a dúvidas: crescimento do PIB mais uma vez. E a produção de máquinas agrícolas no Brasil faz parte dessa resposta, levando tecnologia embarcada e a produtividade que propicia.

Conhecer esse mercado e as opções que disponibiliza para o produtor é essencial para se engajar nesse movimento contínuo de crescimento. O país é uma referência mundial no agronegócio e as máquinas agrícolas estão por trás dessa realidade.

Continue a leitura e confira como é a produção de máquinas agrícolas no Brasil.

História das máquinas agrícolas

Os anos 1950 foram marcantes para a história das máquinas agrícolas no Brasil. Nessa época, o chamado “Plano de Metas” do governo federal trouxe uma série de incentivos à industrialização do país, essencialmente com a importação de máquinas e equipamentos.

Com isso, o país experimentou um aprimoramento do agronegócio e demais setores da economia. Uma das grandes iniciativas veio em 1959, com a instituição do Plano Nacional da Indústria de Tratores de Rodas, um marco da mecanização agrícola no Brasil, apresentando no ano seguinte 37 tratores fabricados aqui.

A partir de 1966, teve início a produção de colheitadeiras, especialmente para as culturas de soja e trigo da Região Sul. Na década de 1970, com a expansão brasileira da exportação de grãos, a produção de máquinas agrícolas teve um grande impulso, que segue até hoje, chegando à agricultura de precisão com maciça presença de tecnologia.

Tipos de máquinas agrícolas

A indústria de máquinas agrícolas se diversificou e se especializou. Como resultado, o mercado hoje oferece uma grande diversidade de tipos de máquinas e equipamentos. Conheça os principais.

Colheitadeiras

Colheitadeiras são máquinas agrícolas especialmente importantes nas culturas de grãos, pelo conjunto de operações que realiza ao mesmo tempo durante a colheita. Assim, tarefas como a colheita e, também, a debulha e a limpeza são todas realizadas em sequência durante sua atividade no campo.

Tratores

Os tratores agrícolas constituem a máquina agrícola por excelência. Pequenos e compactos ou grandes e robustos, os modelos permitem inumeráveis funções e são capazes de atender a qualquer demanda que se apresente.

Desde suas primeiras unidades fabricadas no Brasil em 1960 até hoje, a evolução dos tratores introduziu conforto e tecnologia. Com isso, de cabines condicionadas a máquinas que operam automatizadas, a modernização do maquinário agrícola trouxe eficiência e melhoria na produtividade.

Pulverizadores

As aplicações mecanizadas de defensivos agrícolas têm sido aperfeiçoadas com a tecnologia no agronegócio. O mercado hoje oferece modelos capazes de atender às necessidades das principais culturas de modo preciso, econômico e sustentável, garantindo o desempenho das lavouras em sua potencialidade.

Plantadeiras

Plantadeiras são máquinas agrícolas que representam soluções no plantio de sementes ou a introdução de partes vegetativas no solo, como toletes e manivas. Quase sempre, operam acopladas a um trator responsável pelo seu tracionamento, embora já existam plantadeiras autopropelidas que dispensam o trator.

Adubadoras

Grande parte das operações de fertilização do solo é realizada por máquinas que semeiam e adubam (semeadoras/adubadoras) na mesma operação. No entanto, existem adubadoras especializadas na aplicação de fertilizantes localizados ou dispersos por espalhamento com grande autonomia para grandes operações.

Avanços da tecnologia no campo

As máquinas agrícolas vêm sendo aprimoradas acompanhando o crescimento do agronegócio no mundo (veja as estatísticas da agricultura) e os inúmeros avanços da tecnologia no campo. Algumas soluções se destacam entre as principais adotadas para a melhoria da eficiência da produção e sua sustentabilidade.

Energia renovável

O uso de energias renováveis no campo, sobretudo às de origem eólica (ventos) e solar, vem permitindo maior independência dos produtores e sustentabilidade das operações. Além dessas, também podem ser referidas a utilização de energia hidráulica e a produção de biogás, entre outras.

Telemetria

A telemetria é instrumento da moderna agricultura de precisão que permite a coleta e a transmissão de dados referentes às operações realizadas a distância. Assim, equipamentos, veículos e máquinas compartilham suas informações de modo remoto durante todo o tempo que estejam em atividade.

Transgênicos

Transgênicos ou organismos geneticamente modificados são espécies que receberam algum material genético de outra espécie doadora. Com isso, adquirem capacidades que antes não detinham. Trata-se, portanto, de uma evolução do melhoramento genético tradicionalmente utilizado na agricultura e pecuária.

Fertilizantes naturais

O emprego de fertilizantes naturais oferece inúmeros benefícios que podem ser assim resumidos:

  • economia na aquisição de insumos;
  • aproveitamento de resíduos orgânicos da propriedade;
  • melhorias na qualidade do solo;
  • prática da responsabilidade ambiental.

Tendências para os próximos anos

O setor de máquinas e implementos agrícolas no Brasil deve continuar em crescimento nos próximos anos. Além da contínua evolução das vendas, a modernização se destaca pelo uso cada vez mais intenso de tecnologia nos equipamentos.

As máquinas agrícolas acompanham as soluções de aprimoramento da produção conduzidas pela agricultura de precisão. Nesse sentido, podem ser observadas as seguintes tendências, entre outras:

  • implantação de ecossistema digital;
  • integração das máquinas agrícolas aos sistemas de gestão;
  • desenvolvimento de produtos especializados;
  • desenvolvimento de máquinas autônomas nos processos agrícolas;
  • aprimoramento da precisão na aplicação de defensivos e fertilizantes.

Por que você deve renovar a frota

Como se vê, a dinâmica do desenvolvimento de máquinas agrícolas coloca à disposição do produtor a cada ano soluções que incrementam a produtividade. Assim, reduzir perdas e aumentar a capacidade de produção é a linha mestra desse movimento.

Dessa forma, manter a frota de máquinas agrícolas atualizada e renovada resulta em benefícios que não devem ser desconsiderados. Veja a seguir.

Mais produtividade

A produtividade do agronegócio cresce acompanhando as novas tecnologias embarcadas nas máquinas e nos implementos agrícolas. Fruto da precisão, da redução de perdas e de maior agilidade, o desempenho alcançado não deixa margem a dúvidas: a renovação da frota sempre trará vantagens para o produtor.

Redução de custos

O aprimoramento do parque de máquinas agrícolas também reduz os custos de produção. Nesse sentido, as demandas por reposição de peças e manutenção caem drasticamente, assim como o consumo de combustível.

Por sua vez, as máquinas modernas apresentam menores custos operacionais. Além disso, com a renovação da frota as máquinas antigas podem ser comercializadas retornando capital para os negócios do produtor.

Como se viu, a produção de máquinas agrícolas no Brasil se consolidou com soluções de alto desempenho. Nessa direção, a Jacto se destaca pelo pioneirismo aliado à tecnologia e voltado para as necessidades do produtor brasileiro.

Entre em contato conosco e descubra por que a Jacto foi eleita pelo nono ano consecutivo como a melhor empresa no segmento Máquinas e Equipamentos Agropecuários.

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.