Safra recorde: o que há por trás desses grandes números?

Safra recorde: o que há por trás desses grandes números?

A safra recorde da colheita de soja em 2017/18 não foi um acaso do destino. Para atingir esses números surpreendentes, os produtores brasileiros investiram em tecnologia, planejamento e capacitação da mão de obra rural.

Com 119,3 milhões de toneladas colhidas, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o valor deixa o Brasil na cola do maior produtor global, que são os Estados Unidos, com 119,5 milhões de toneladas colhidas, segundo o o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA).

Para saber mais sobre o que está por trás desses números e como o Brasil pode se tornar líder mundial na produção de soja, continue lendo o artigo!

Razões que justificam os números

O potencial de produção agrícola do Brasil é gigantesco: o país é extenso, irrigado por rios em boa parte do seu território e tem condições climáticas propícias para diversas culturas com alta saída no mercado, como o milho, a soja, o algodão e o arroz.

Mas o que justifica a safra recorde é mais que essas condições favoráveis conhecidas desde a época que o país era uma colônia. Com o avanço técnico e tecnológico, o Brasil conseguiu produzir mais.

Investimento maior em tecnologia

O avanço da tecnologia no campo tem permitido não só a redução de custos das lavouras como uma produtividade maior. Com colheitadeiras avançadas que medem indicadores como a umidade em tempo real, as perdas nessa etapa são muito menores, por exemplo.

Outros equipamentos, como pulverizadores e plantadeiras mais modernas, também agilizam e multiplicam os resultados no campo. A cada novidade na área, mais sacas por hectare são produzidas nas fazendas.

Além dos equipamentos rurais cada vez mais avançados, novas ferramentas de trabalho, como o uso de drones para o monitoramento de pragas e sensores que automatizam o trabalho dos pivôs centrais, contribuem para que o trabalho seja mais eficaz e a produtividade, maior.

A tecnologia genética que permite o cultivo de uma soja mais resistente e produtiva também precisa entrar nessa conta. O Brasil avançou bastante nesse aspecto e já conta com alguns dos maiores especialistas na área.

Na mesma linha, novos defensivos e fertilizantes também ampliam a produtividade brasileira. É comum empresas da área oferecerem testes gratuitos para produtores em áreas menores das propriedades para a comparação entre diferentes tipos de produtos que podem ser utilizados na lavoura. Com isso, todos os anos a expectativa é de uma produtividade maior.

Aprimoramento de técnicas rurais

A tecnologia não foi a única coisa que melhorou no Brasil: as técnicas de produção também são aprimoradas a cada ano. A agricultura de precisão permite que os produtores consigam aproveitar ao máximo o seu terreno e o sistema de plantio direto reduz danos ao solo e garante muito mais eficiência na lavoura.

A capacitação da mão de obra rural é outro fator importante que precisa ser citado. Cada vez mais cursos e treinamentos são oferecidos ao trabalhador, que hoje precisa conhecer não só a terra e a cultura como também a operação de equipamentos avançados.

E, claro, com o aprendizado a cada nova safra, os produtores começam a entender como aumentar a produtividade em safras por hectare, desenvolvendo métodos próprios para cada terreno diferente.

O fator clima

Por fim, o clima foi ideal durante a safra de 2017/18, o que naturalmente ajudou a produtividade. Com chuvas na hora certa e poucas surpresas, a colheita brasileira teve resultados melhores que os esperados.

Outros fatores beneficiaram ainda mais os produtores, mas não se relacionam diretamente com a produtividade: a alta do dólar aumentou o valor em reais da saca de soja no mercado internacional e a quebra da safra argentina, por uma forte seca, reduziu a oferta no mercado.

Esses elementos que afetam a formação de preço da soja certamente incentivam os produtores para a safra seguinte, mas não afetam diretamente a atual.

Desafios para crescer mais

E mesmo com a safra recorde, a perspectiva é continuar crescendo e tentar bater o recorde novamente na próxima safra. Caso isso aconteça, existe uma chance de o Brasil superar os Estados Unidos e se tornar o maior produtor do grão no mundo. Hoje, já é o maior exportador. Mas existem desafios que precisam ser enfrentados nessa jornada.

Escoamento da produção

O principal obstáculo hoje para o aumento da produtividade não está na demanda externa, mas sim na capacidade de escoamento da produção brasileira. Além da infraestrutura de portos limitada, que gera um gargalo na hora de a soja deixar o país, as rodovias em más condições, somadas ao preço elevado dos combustíveis e a ausência de ferrovias, encarecem o frete.

Com isso, mesmo com uma perspectiva de crescimento do consumo externo impulsionado pelo mercado chinês, que fica entre 3% e 4% a cada ano, pode ser difícil para o Brasil conseguir atender toda essa demanda.

O problema da infraestrutura é um limitador não só para exportação de soja como também para diversos outros tipos de produtos do setor que têm um forte mercado externo, mas encontram dificuldades para serem exportados, como a carne e o milho.

Expansão sustentável

Outro desafio para o crescimento da produção brasileira é a expansão sustentável das lavouras. A atividade agrícola gera impactos reais no meio ambiente e, sem regulações e técnicas adequadas, pode se expandir de forma muito agressiva, o que no médio prazo resulta em danos ecológicos que prejudicam o próprio setor rural.

Portanto, ainda que exista muita área disponível no Brasil para a expansão da soja e de outras culturas, é crucial que esse movimento seja realizado com a supervisão de órgãos competentes e responsabilidade ecológica dos produtores. De nada adiantaria bater o recorde da safra mais uma vez, se em poucos anos as condições ambientais se degradarem, prejudicando diretamente os produtores.

O avanço de métodos como o plantio direto e a agricultura de precisão são um bom exemplo de como expandir as áreas das lavouras e, ao mesmo tempo, minimizar os impactos no solo e na vegetação local, respeitando as particularidades do terreno.

Ficou animado com a safra recorde no Brasil? Aproveite então para ler também nosso artigo sobre como a produção de soja pode melhorar com as novas tecnologias!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This