exportação agrícola

Exportação agrícola: produção, importação e exportação!

O guia completo das melhores práticas de adubação

“O agro não para”. Você já parou para pensar nesse slogan? Embora a frase remeta à produtividade e ao trabalho duro no campo, ela também tem a ver com o sucesso do Brasil no agronegócio internacional, em diferentes culturas. Afinal, o país não vive apenas de exportar soja.

Embora o Brasil também importe muitos produtos, como fertilizantes, é a nossa exportação agrícola que impressiona — tanto em termos de dinheiro envolvido como na produtividade geral. Neste post, falaremos sobre os principais fatos que explicam o sucesso da agricultura brasileira no exterior. Boa leitura!

O que é a agricultura de exportação? 

A agricultura de exportação é o modelo que visa o abastecimento do mercado internacional. Ela é implementada em propriedades extensas, nas quais predomina o cultivo de uma única espécie. O conceito costuma ser utilizado para complementar a noção de agricultura familiar, mas a verdade é que ambas são importantes para fomentar a potência do Brasil no negócio agrícola.

Inclusive, os produtos da agricultura familiar também são exportados, mas em menor escala. No Brasil, a produção para exportação tem uma história longa, já que teve início com os colonizadores portugueses que cultivavam a cana-de-açúcar.

A partir de 2008, o Brasil se tornou o terceiro maior país exportador agrícola — e o líder em algumas culturas, como veremos adiante no texto. Tal fenômeno pode ser explicado com a ampla presença de recursos naturais em nosso solo, assim como a diversidade de produtos, o aumento das demandas de outros países e o crescimento da produtividade em lavouras brasileiras.

Além disso, as tecnologias desenvolvidas pelo mercado agro também ajudam nesse aumento da produtividade. Hoje, é mais fácil monitorar as lavouras de maneira remota, aplicar insumos agrícolas e utilizar soluções digitais para aproveitar o clima e a temperatura.

Como são exportados os produtos agrícolas brasileiros?

No Brasil, a maior parte da soja é transportada pela costa do Golfo do Mississipi. Isso ajuda na logística para o mercado chinês. Esse tipo de locomoção também vale para outro grão — o milho. Já em relação à carne bovina, o meio mais utilizado é o contêiner, que é levado em caminhões até os navios.

Qual é o principal produto exportado?

É a soja. O Brasil é o maior produtor do planeta dessa cultura, seguido de perto pelos Estados Unidos. Temos não só a maior produção, mas ainda a maior área plantada e lideramos em produtividade. Mato Grosso fica em primeiro lugar — Paraná e Rio Grande do Sul completam o pódio.

A curiosidade é que a soja foi o produto mais exportado pelo Brasil em 2020, mas perdeu o primeiro posto em 2021 para o minério de ferro. Isso não significa, nem de longe, que nossa produtividade esteja afetada. O que ocorreu é que a commodity mineral bateu todos os seus recordes anteriores.

Em 2020, a participação total da soja na exportação brasileira foi de 16,07%, com uma receita de 27,9 bilhões de dólares (em reais, 135,1 bilhões). O que explica a potência do Brasil é que o grão é cultivado em todo o território nacional, e não somente nos estados mencionados.

Os principais compradores da nossa soja são a China e diversos países da Europa. O país asiático, inclusive, lidera o ranking de nações que mais compram produtos brasileiros.

Quais as atividades com maior volume de exportação?

O Brasil está entre as 5 nações que mais exportam quando consideramos cerca de 30 produtos agrícolas. Os maiores destaques são a já citada soja, o açúcar, cereais, milho, frutas cítricas e oleaginosas. Mas não para por aí, já que outros itens mais inusitados também figuram na lista.

Estamos falando de pimenta, abacaxi, melancia, mamão papaia, mandioca, caju, coco e até fumo e sisal. Isso porque nos referimos a apenas produtos agrícolas — quando pensamos em outras mercadorias, a balança comercial brasileira impressiona ainda mais.

Ferro

O minério de ferro, extraído principalmente em estados como Minas Gerais, Espírito Santo e Pará, é um destaque importante, como citado acima, ele foi o mais exportado em 2021.

Petróleo

Outro item que vale a pena ser mencionado é o petróleo, que ocupa o terceiro lugar entre os produtos mais vendidos pelo nosso país. A participação dele nas exportações é de cerca de 9,5%.

As nossas bacias petrolíferas estão sediadas no Rio de Janeiro, Espírito Santo, em São Paulo e no Rio Grande do Sul. 

Açúcares

Voltando aos produtos agrícolas, os açúcares e melaços ocupam a quarta posição em nossa balança, com aproximadamente 4% de participação no comércio exterior nacional. São Paulo lidera a produção com mais de 61% do total.

Carne

Não poderíamos fechar a nossa lista sem a carne bovina, que também gera receita bilionária para produtores e o governo brasileiros. A participação na balança é de 3,48%, a China está em primeiro lugar entre os países que mais compram esse produto daqui.

Qual foi o número de exportações brasileiras no último ano?

Nada como alguns números exatos para mensurar a produção do nosso país. Em 2020, nossas exportações somaram 174,1 bilhões de dólares (843,5 bilhões em reais). Já em 2021, o Brasil esteve perto de duplicar essa marca: a receita foi de 280,4 bilhões de dólares (1,3 trilhão de reais) em exportações, um valor de safra recorde.

Todos os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). As principais nações que compraram os nossos produtos, além da líder China, foram:

  • Estados Unidos;
  • Argentina;
  • Países Baixos;
  • Japão;
  • Chile;
  • México;
  • Alemanha;
  • Espanha;
  • Coréia do Sul.

Além disso, vale a pena notar que a Secretária de Comércio Exterior (Secex) registrou um aumento, em 2021, nas vendas para os Estados Unidos, o Mercosul, a União Europeia e, claro, a China. Isso se explica justamente pela produtividade espetacular do ano passado.

Os números de 2022, até o momento, também são bastante animadores. As exportações do agro atingiram mais de 10 bilhões em fevereiro de 2022, uma alta de 65,8% em relação ao mesmo período de 2021.

Como pudemos ver no artigo, a exportação brasileira causa inveja ao resto do mundo. Nossas condições naturais e nossos recursos garantem uma produtividade que bate recorde atrás de recorde.

Agora que você sabe que a soja brasileira é o nosso produto mais exportado, aproveite a visita em nosso blog e entenda como exportá-la de maneira adequada!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.