Acheter generique lexapro escitalopram des prix avantageux dans une pharmacie en ligne sans ordonnance Acheter celexa citalopram livraison gratuite d une pharmacie en ligne fiable Acheter Atarax (Hydroxyzine) de France M├ędicaments en ligne Acheter Cialis Professional 100 mg ED Pharmacy en ligne Acheter Cialis Super Active 20 mg en ligne

agregado de solo

Agregado do solo: confira as principais práticas

A fertilidade dos solos é fundamental para as atividades agrícolas. Por esse motivo, a quantidade de pesquisas e desenvolvimento de técnicas, processos e sistemas destinados para aumentar a produção é imensa. Todavia, pouco se discute sobre a relevância do agregado do solo e o papel que ele desempenha na preservação da saúde das áreas agrícolas.

É de suma importância que mantenhamos os substratos livres de exaustão e poluição, a fim de assegurar uma subsistência saudável para as futuras gerações.

Se você deseja aprofundar seu conhecimento sobre esse assunto, não deixe de ler este post! Vamos lá?

O que são agregados do solo?

Os agregados do solo são estruturas denominadas pela associação das partículas inorgânicas — tais como areia, silte e argila — e materiais orgânicos.

Essas ligações são estabelecidas por diversos processos, que sofrem interferência da ação de microrganismos, fungos, raízes das plantas e substâncias orgânicas excretadas por seres vivos. A atividade desses organismos, juntamente com a presença de matéria orgânica no solo, é essencial para a formação e manutenção dos agregados.

Eles podem apresentar diferentes tamanhos e formas, variando desde estruturas microscópicas até compostos maiores, visíveis a olho nu. Esse detalhe é um ponto fundamental para a sua saúde e fertilidade, uma vez que impacta diretamente em sua capacidade de reter água e nutrientes, além de manter a boa aeração do solo.

Qual é a importância dos agregados do solo para a agricultura?

A importância dos agregados do solo para a agricultura é imensurável. Afinal, eles são responsáveis por criar espaços porosos no solo, o que facilita a infiltração de água e a aeração das raízes das plantas. Além disso, têm papel significativo em realizar processos como:

  • retenção de água e nutrientes;
  • aeração;
  • infiltração;
  • desenvolvimento de raízes;
  • atividade biológica.

Uma boa agregação oferece vantagens para os atributos químicos, biológicos e físicos do solo. Por outro lado, a desagregação é um ponto que dificulta o bom trabalho da mecanização agrícola no campo.

O que pode prejudicar a agregação do relevo?

Diversos fatores podem prejudicar a agregação do solo, comprometendo a sua estrutura e funcionalidade. Conheça os principais, a seguir!

Erosão

A erosão é um dos principais fatores que podem desagregar o solo. A ação da água e do vento pode remover os agregados, reduzindo a capacidade do solo de reter líquidos e nutrientes.

Os principais impactos são:

  • perda de camada superficial fértil: a erosão remove a camada mais fértil do solo, que contém grande parte dos nutrientes e matéria orgânica essenciais para o crescimento das plantas;
  • aumento de densidade do solo: esse processo também pode levar à compactação em algumas áreas e à deposição de sedimentos em outras, resultando em desequilíbrios na porosidade e na estrutura do solo;
  • redução da capacidade de retenção de água: a perda de agregados pode levar à diminuição da disponibilidade hídrica para as plantas.

Compactação

A compactação do solo causada pelo impacto de máquinas agrícolas, animais ou pessoas pode destruir os agregados e reduzir a porosidade do solo, prejudicando a infiltração de água e o desenvolvimento das raízes das plantas. Um de seus principais impactos são:

  • redução da porosidade: diminuição do espaço entre as partículas do solo, afetando a porosidade e a capacidade de infiltração de água;
  • restrição do crescimento das raízes: com menos espaço poroso, as raízes das plantas têm dificuldade em penetrar e se desenvolver no solo compactado;
  • dificuldade de drenagem: acúmulo de água na superfície do solo e aumento do risco de erosão;
  • aeração reduzida: diminui a quantidade de oxigênio disponível para as raízes das plantas e na vida microbiana do solo.

Uso de defensivos químicos sem prescrição

Os defensivos químicos, como se sabe, são frequentemente utilizados na agricultura para combater pragas, doenças e ervas daninhas. No entanto, o uso inadequado ou excessivo desses produtos pode ter impactos negativos na agregação do solo e na saúde geral do ambiente.

Entre eles, podemos citar:

  • morte ou redução da biologia do solo: os defensivos usado indiscriminadamente podem ser tóxicos para muitos microrganismos benéficos, responsáveis por processos biológicos que contribuem para a formação e estabilidade dos agregados do solo;
  • redução da matéria orgânica: podem afetar a decomposição, além de reduzir sua quantidade e qualidade.

Monocultura

A monocultura é uma prática agrícola que consiste no cultivo contínuo de uma única espécie de cultura no mesmo solo, ano após ano, sem a rotação ou diversificação agrícola.

Embora seja uma abordagem comum em muitos sistemas agrícolas modernos, a monocultura pode ter impactos significativos na agregação do solo e na saúde geral do ecossistema agrícola.

O principal impacto que podemos citar é o esgotamento de nutrientes específicos. Ao cultivar a mesma plantação repetidamente, os elementos essenciais que essa planta específica consome são retirados do solo repetidamente, enquanto outros podem permanecer em excesso ou subutilizados. Isso pode levar a um desequilíbrio nutricional no solo e afetar negativamente a formação dos agregados.

Como garantir a maior estabilidade dos agregados?

O manejo correto do solo é fundamental para um rendimento eficiente — uma vez que, quando mal gerido, pode resultar em perdas significativas de produtividade, em maior susceptibilidade à infestação de pragas e, em casos extremos, na impossibilidade de uso agrícola da área.

Dessa forma, é essencial que se assegure a estabilização dos agregados do solo, pois a desagregação tem efeito direto sobre a absorção de água e nutrientes necessários ao crescimento das plantas, além de limitar o desenvolvimento das suas raízes.

Em contrapartida, um solo com agregados firmes demonstra resistência considerável contra as forças de desagregação causadas pelo uso de água e implementos agrícolas de alto porte. Portanto, se eles estiverem susceptíveis à quebra, isso é um sinal de que o manejo não está sendo adequado.

A matéria orgânica do solo contribui para a estabilização dos agregados por meio de dois mecanismos cruciais: pela formação de ligações com partículas minerais ou atuação junto das raízes, e pelo impedimento de penetração da água, mantendo os agregados coesos.

Assim, podemos concluir que estratégias com o objetivo de aprimorar a produção e a conservação de matéria orgânica no solo contribuem para estabilizar os agregados — sejam por motivos químicos, sejam por meios físicos ou biológicos.

Contudo, para garantir a estabilidade dos agregados, além de preservar a saúde e a fertilidade do solo, qual é a melhor estratégia para gerir adequadamente o terreno? Vamos considerar algumas das mais importantes, a seguir!

Como conservar o solo por meio do manejo adequado?

Vários produtores têm recorrido a táticas de agricultura conservacionista, que são destacadas como as mais significativas. Confira!

Plantio direto

O plantio direto apresenta a capacidade de diminuir o efeito da água da chuva no solo — graças à presença da palha —, além de suavizar as variações de temperatura e manter os níveis de umidade estáveis.

Essa técnica se destaca como uma solução significativa para a preservação da estrutura do solo, pois evita a revolvimentação anterior à semeadura e traz outras vantagens.

Sistemas de manejo integrado

As estratégias de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) e Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) representam grandes contribuições à questão. Esses sistemas de manejo visam explorar as culturas agrícolas, pecuárias e florestais, rotativamente ou em sequência, na mesma área.

Adotando esse método, há um aumento no rendimento do uso do solo e uma redução da agressão ao meio ambiente, o que promove uma estabilidade no ecossistema e reforça o desenvolvimento dos agregados do solo.

Promoção da meso e macrofauna do solo

A participação da meso e macrofauna do solo — como minhocas — desempenha um papel relevante na formação e manutenção de agregados. Tais organismos se alimentam do substrato que circulam no ambiente para, assim, garantir que haja permeabilidade para a circulação do ar e da água.

Além disso, os excrementos dos insetos desempenham um papel fundamental na criação de agregados estáveis, resistentes à desagregação. Eles são resultado da digestão de grande quantidade de solo e restos vegetais, dando origem ao que é conhecido como húmus.

Esse componente é responsável por mineralizar nutrientes fundamentais para as plantas — como o fósforo, boro, magnésio e potássio —, além de ajudar na fixação do nitrogênio, graças às bactérias que contém.

Manutenção periódica dos veículos motorizados

A mecanização é essencial para um bom desempenho nas atividades agrícolas. Porém, é importante ter cautela para que não levem à degradação do terreno. Os pneus são a peça que estabelece contato com o solo, sendo que fatores como o peso e os movimentos da máquina podem causar compactação.

Assim, torna-se essencial efetuar a manutenção adequada das máquinas para alcançar o seu desempenho total. Como resultado de sua eficiência aumentada, menos tempo precisará ser gasto em trabalhos agrícolas, minimizando o impacto no solo.

Promoção de ações de reflorestamento

Em áreas previamente degradadas, o plantio de diferentes espécies vegetais é considerado um método útil para recuperar as condições do solo, oferecendo estabilidade e agregação. Por isso, os eucalipto e o pinheiro, com suas extensas raízes que auxiliam na retenção de água, são frequentemente escolhidos como árvores ideais para ações de reflorestamento.

Rotação de cultura

O sistema de rotação de culturas promove um benefício ao solo, já que evita a exaustão de nutrientes e a infertilidade, e preserva os atributos físicos.

Nele, a área é dividida em partes, sendo que uma delas descansa enquanto as outras são usadas para o plantio, trocando-se a função após a colheita. Dessa maneira, o agricultor obtém uma elevada produtividade, sem comprometer as características do solo.

Manejo em solo seco

Ao utilizar máquinas agrícolas sobre um terreno úmido, ocorre o amassamento e o chamado “barro”, levando ao desagregamento dos solos. Por isso, a melhor alternativa é empregar o maquinário em terrenos secos e estabelecer rotas estáveis para evitar a perda das camadas superiores dos solos — as quais garantem a integridade da maioria do terreno.

Conservação da mata nativa

O desmatamento é extremamente prejudicial à agregação, pois as árvores nativas da região fornecem nutrientes e mantêm a saúde do solo. Suas raízes agem como prendedores que evitam que a água seja arrastada, além de diminuir as ocorrências de erosões e inundações. Essa reação em cadeia afeta inúmeros segmentos da economia, bem como o desempenho do agricultor.

Análise do solo

Realizar análises periódicas do solo é importante para avaliar sua fertilidade. Além disso, revela a necessidade de corretivos e fertilizantes para favorecer o equilíbrio nutricional e a formação dos agregados.

Qual é a diferença positiva que os agregados do solo causam?

Os agregados minerais do solo, por serem rugosos, são benéficos para a infiltração da água, a passagem de nutrientes e a respiração do solo, além de lutarem contra a compactação e a erosão.

Além disso, eles promovem diversos outros benefícios, como a preservação dos seres que fazem parte do ciclo natural do solo — como formigas e minhocas —, e possibilitar que os micro-organismos presentes na terra e nos minerais respirem melhor. Ademais, contribuem para o normal desenvolvimento das raízes das plantas, sem prejudicar sua estrutura.

Logo, a maior contribuição dos agregados para o solo é a melhoria da penetração e retenção de água, ar e nutrientes, além do desenvolvimento das plantas e preservação dos organismos vivos presentes.

Quais são as práticas que prejudicam a agregação do solo?

Práticas como a compactação do solo pelo tráfego excessivo de máquinas agrícolas, o uso indiscriminado de defensivos e a degradação de áreas de vegetação nativa são prejudiciais à formação e à estabilização dos agregados.

Por isso, é de extrema importância adotar os métodos de conservação apropriados, pois eles contribuem para a preservação e melhoria da fertilidade do solo.

Para obter esse resultado, os produtores devem implementar as seguintes estratégias de gerenciamento:

  • controle de tráfego e ajuste adequado das rodas de máquinas;
  • correção do solo por meio de técnicas de calagem;
  • sistema de plantio direto;
  • integração lavoura-pecuária;
  • uso de plantas de cobertura;
  • rotação das culturas;
  • utilização de máquinas agrícolas em terrenos secos.

Como conservar o solo por meio do manejo?

A dica crucial que damos no campo é usar estratégias para diminuir a compactação do solo com relação aos maquinários agrícolas. Afinal, há um consenso de que ela afeta significativamente a qualidade e produtividade de pastagens. Isso porque a porosidade do solo é drasticamente reduzida, o que influencia de forma adversa na permeabilidade da água.

Para a prevenção da compactação do solo, é aconselhável o emprego das seguintes táticas:

  • a limitação do trânsito, particularmente de equipamentos agrícolas e excesso de animais;
  • a rotação e sucessão de culturas, incluindo plantas de sistema radicular profundo;
  • a escarificação.

Ao adotar as técnicas conservacionistas de manejo de solos abordadas neste post, é possível manter a capacidade de agregação e estabilidade das partículas ao longo do tempo. Portanto, usufrua e beneficie-se dos agregados de solo estáveis, e contribua para melhorar a produtividade no campo!

Gostou do post? Para ficar atualizado sobre tudo o que acontece no agro, não deixe de acompanhar o nosso blog!

Quer ainda mais dicas? Cadastre-se agora para receber nossa newsletter!

receba nossos conteúdos exclusivos gratuitamente por email!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

3 Comentários

  1. tudo bem? gostei muito do seu site, parabéns pelo conteúdo. 😉

  2. Esto pediri saberi quale meis podemo plantari milho

  3. Gostei do conteúdo da divulgação, creio que pode ser útil para meu negócio. Seria bom manter uma forma de contato para acompanhar novas informações.

    Acesse tambem nosso site para contatos.
    saudações.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.